29 de julho de 2011

Ed Geni

Recebi por e-mail de meu amigo Geni, a letra da música: 
Falso Milagre do amor, de Ed Motta

Rir nunca mais 

A ilusão que vai durar pra sempre 
Nunca mais 
Sol nunca mais 
O que era febril a chuva vem molhar



Foi bom sonhar 

Mas acordei ao som dos pesadelos 
E do jazz 
Sim, foi demais 
O que resta de mim a sós em frente ao mar? 
Luz do mar, ondas do mar 
Na mesa de um bar 
Rir de chorar nunca mais



Cena de adeus 

Vem o destino e faz virar cinema 
Nosso incêndio 
Sóis glaciais 
As imagens ali sem cor de tão banais



And you know 

As letras de um nome 
Como as miragens na TV 
Escorrem pelas minhas mãos 
Estrelas do show: 
Falso milagre do amor



Falsos goodbyes 

Eu já fiz tudo ao seu lado, baby 
Nunca mais 
Sim, são de gás 
As imagens ali sem cor de tão banais


Como disse Lilia Cabral no filme Divã: 
"Precisamos saber lidar com nossas irrealizações."
Que não nos demoremos sacudindo a poeira,  curando as feridas. Que as ilusões, desilusões, pesadelos, solidão, ausências de cor, banalidades, nuncas, tudos, cheguem como parte da vida e partam como parte dela também, dando lugar a esperança, aos milagres reais e possíveis, aos impossíveis, as cores, multicores, brilhos, matizes, que nos amemos acima de tudo e sempre mais e mais. Que tenhamos amigos, lugares, sabores, coisas a quem amar, que tenhamos uma grande amor ou o segundo, se o primeiro foi falso milagre do amor, ou terceiro, quarto, quinto.
"O amor não é cego. Vê sempre as pessoas queridas tais quais são e as conhece, na intimidade, mais do que os outros. Exatamente por dedicar-lhes imenso carinho, recusa-se a registra-lhes os possíveis defeitos, porquanto sabe amá-las mesmo assim." Emmanuel - Chico Xavier

2 comentários:

  1. Tina,
    você escreveu essa postagem para mim?
    Eu, sinceramente, vou ter que salvar e ler todos os dias para aceitar que as derrotas e ilusões não acontecem só comigo e, claro, recomeçar!

    Obrigada por compartilhar textos tão belos!

    Um excelente final de semana!

    Beijinhos,
    Carol :)
    http://bembemsimples.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nada acontece só conosco, somos tds tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidos.

    Tds perdemos,ganhamos, erramos, acertamos. Como lidamos com essa onda constante de acontecimentos, perdas e ganhos, necessários a nossa evolução e amadurecimento é o que faz a difereça.

    Lei, releia, internalize e recomece, a cada dia, todos os dias.

    “Feliz daquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”

    Felicidade para nós!

    ResponderExcluir