3 de agosto de 2011

O novo e o velho

Por Soninha Francine 

"Eu amo livros. Sua morte já foi decretada muitas vezes, tanto quanto o fim da pintura, da fotografia, do teatro. A cada nova tecnologia, a cada novo suporte para a criatividade humana ou meio de comunicação, os modos anteriores são considerados à beira da extinção. E o fato de profecias anteriores não terem se realizado não impediu o surgimento das seguintes. A fotografia não acabou com a pintura, mas continuamos discutindo apaixonadamente se a internet vai acabar com os jornais (eu acho que não). 

Pode parece o contrário para quem me conhece de sites e blogs, mas sou do tipo que demora a aderir às novas tecnologias. Continuei comprando vinil quando todo mundo já tinha CD. Estava no VHS quando todos já estavam em DVD. Levei anos para ter o primeiro celular. Carreguei em várias viagens uma câmera 35 mm com lentes cambiáveis que destoava demais das camerazinhas digitais dos outros viajantes. Ah, sim, custei a usar internet e mandar o primeiro e-mail. 

Mas, depois que começo a usar, me acostumo rapidamente, e coisas que me pareciam absurdas agora são naturais, como comprar um guarda-roupa pela internet. Faço mil coisas pela rede, como quase todo mundo que conheço, e vejo nela uma maneira de economizar tempo, energia e recursos vários, de combustível a papel, de tinta a pneu. Adoro a internet para trabalhar e me divertir, ler e escrever e falar com pessoas. 

Só que chega uma hora em que a profecia invertida se confirma. Quando nenhum outro recurso tecnológico resolve seu problema, eis que surgem papel e caneta para socorrê-lo. É fácil, prático, econômico e versátil. 

Assim como meus vinis dividem a prateleira com os CDs, os VHS com os DVDs (ainda não cheguei ao blue-ray), papéis, telas e teclados continuarão convivendo pacificamente por muito tempo. Que os humanos sejam capazes do mesmo convívio, a despeito das diferenças.”

2 comentários:

  1. Retribuindo a visita, seguindo seu blog. Beijos!

    Crys Leite crysleite.blogspot.com

    ResponderExcluir