15 de outubro de 2011

Dividindo leituras

"O conto da ilha desconhecida", do meu amado Saramago é um livro pequeno, tímido, mas imensuravelmente enriquecedor.

“Sim, às vezes naufraga-se pelo caminho,
mas, se tal me viesse a acontecer,
deverias escrever nos anais do porto
que o ponto a que cheguei foi esse...
Chegar sempre se chega.”

Sinopse: A busca de uma ilha que não consta em nenhum mapa, que é a busca que cada um faz de sua ilha, seu mundo, seu espaço, lugar, idéias, pensamentos, tripulação.

Eu tinha esse comentário abaixo aqui guardado e não salvei o autor, mas segue entre aspas e com total concordância com cada palavra e identificação com a reflexão e visão do conto, há outras lições, outros ângulos na história, como em toda história, mas segue essa, se alguém leu e tem algo a acrescentar, sinta-se a vontade, a idéia é dividir.

“O homem do barco procurou ajuda de marinheiros, mas ninguém quis ajudá-lo, porque sair de suas vidas tranqüilas e se meter à procura do “impossível”?. Enfrentar o mar tenebroso, é tarefa difícil, é necessária muita coragem e obstinação para ser um aventureiro que desbrava novas terras. Mas ele conta com a ajuda de uma mulher (a mulher da limpeza), que resolve sair do palácio pela porta das decisões e passa a acompanhá-lo nesta busca.
Sabiam eles, agora, que um completaria o outro, que a compreensão das verdades mais profundas, escondidas na alma (como uma ilha) seria possível.

O conto apresenta o processo de recomeço e de renovação, presente nos sonhos, alertando para a necessidade de navegarmos para além do real, resistindo às adversidades para que nos tornemos aptos para obter a concretização dos sonhos e possamos ancorar em portos seguros.

4 comentários:

  1. Ótima dica e resenha...beijos, lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  2. bom saber disso, Tina! acho que nunca li Saramago, quem sabe não será dessa vez?

    bjs e bom domingo para você

    ResponderExcluir
  3. Amo Saramago, mas este ainda não li. A sinopse é instigante!
    Amei o poeminha de começo de amizade, adoro o movimento e a transformação das coisas e pessoas. E cada nova amizade traz tantas possibilidades...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi meninas

    Recomendo ainda, dentre os que li de Saramago: "Todos os nomes"

    Uma trama muito bem escrita e pensada, que se constrói em torno de José, um modesto escriturário da Conservadoria Geral do Registo Civil, que coleciona recortes de jornal sobre pessoas famosas, aopasso que acompanha os registros de vida e morte de pessoas "anônimas".
    Um dia sua curiosidade acabará se concentrando num recorte que o acaso põe diante dele e o faz abandonar seus hábitos de retidão, cometer pequenos delitos para alcançar o que deseja e nos mostrar nuances de regras, pensamentos e comportamentos que nos limitam.

    Bjs saramaguianos

    ResponderExcluir