28 de novembro de 2011

Dividindo leituras 2 de 8

- Bom dia!, disse a raposa.
- Bom dia!, respondeu polidamente o principezinho que se voltou mas não viu nada.
- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira.
- Quem és tu? perguntou o principezinho. Tu és bem bonita.
 - Sou uma raposa, disse a raposa.
- Vem brincar comigo, propôs o princípe, estou tão triste.
- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não fui cativada ainda.
- Ah! Desculpa, disse o principezinho.
Após uma reflexão, acrescentou: - O que quer dizer cativar ?
- Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?
- Procuro amigos, disse.
Que quer dizer cativar?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa criar laços.
- Criar laços? 
- Exatamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro.

Diálogo da raposa com o pequeno príncipe

Link: Dividindo leituras 1 de 8

6 comentários:

  1. Lindo esse diálogo e laços são fortes...beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Querida Tina,
    A raposa nos dá uma linda lição. Será que aprendemos com ela o que é cativar?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. O ideal é que aprendamos e nos tornemos eternamente responsáveis por aquilo que cativarmos

    Vcs me cativam + e + a cada dia :)

    ResponderExcluir
  4. Olá Tina!

    Dialogo cheio de sabedoria!!!Lição de Vida!!

    Tenha uma Semana Iluminada!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  5. Não precisamos nos esforçar tanto para cativarmos, talvez boa vontade e desprendimento...
    Creio que a esse processo podemos chamar de sedução, tão bom...

    bjs
    manda mais rs

    ResponderExcluir
  6. " E tu serás para mim único no mundo e eu seri para ti, única no mundo.."
    ;))

    ResponderExcluir