31 de janeiro de 2012

Os limites nos ajudam

"Em nenhuma outra época conseguimos realizar tanto tão rapidamente. E também nunca nos sentimos tão sobrecarregados de informações, tão assoberbados de e-mail´s, de coisas pra ler, assistir, tão extenuados com o incrível volume de tarefas que invadiu nossa vida.

Para muitas pessoas o trabalho é uma torrente de mensagens, notícias, solicitações, telefonemas, recados, papéis, anotações e arquivos. O dia começa com a caixa de entrada cheia e termina com ela igualmente lotada. Cada e-mail representa uma demanda por informações e ações."

Podemos ir morar num interior, numa casa de praia, longe de toda agitação da cidade e de toda tecnologia, ou podemos optar pelo meio termo, por um limite personalizado ao nosso modo, ritmo, prioridades.

"A sobrecarga social também deve ser analisada e ponderada. Festas todos os dias, bebidas, alimentação desregrada, garotos(as), sms´s, roupas, bares, estilos musicais, redes de relacionamentos virtuais e reais dais quais não damos conta. Muito não é sinônimo de bom"

A vida se torna melhor mais prazerosa se a simplificarmos. A alegria barulhenta e com sorriso fácil de quem está excessivamente cercado de eventos, projetos, pessoas é vazia de sentido. Quando o silêncio aparece, td é nada. Quem vive nesse ritmo desenfreado, sem desligar do trabalho quando sai dele, sem ter uma família, um relacionamento sério, equilibrado, sem ter limites de gastar, sair, descansar, comer, beber, vive uma busca constante e cansativa. Procurar é só metade da graça.

Encontre
Determine
Um ponto, um horário
Um valor a ser gasto
Uma meta
Um centro, um equilibrio
Pare
Desacelere, Enfrente
Reflita
Contemple, saboreie
Sinta

22 comentários:

  1. Verdade!
    Sinto que o tempo encolheu.
    Anos atrás, eu fazia tanta coisa mais.
    Procuro me dar limites mas acho que estou falhando comigo mesma.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, me fez refletir... Às vezes precisamos parar para analisarmos melhor qual caminho certo a seguir ou o sobre os rumos que estamos dando para a nossa vida.

    Beijão linda

    ResponderExcluir
  3. Este fim de semana, marido e eu, escolhemos onde queremos estar daqui a 10 anos. E começamos a desenhar este sonho e a trabalhar por ele. O tempo nos consome mas também é importante para estabelecermos metas.

    ResponderExcluir
  4. Ai... eu queria umas férias de 1 ano dessa agitação!

    =\

    Tou tão desanimada...

    Bjus
    @OMundoDeCaliope

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Epa! Epa! Epa!

      Nada de desânimo, voltou ao trab agora e já quer férias mulher, desse jeito o Brasil não vai pra frente...rsrs

      Dá pra desacelerar e relaxar no caos, acredite, separe uma hora, um minuto, faça algo diferente, deixe de usar o pc qd chegar em casa, passe em uma praça antes ou depois do trabalho e coma pipoca, compre flores, comece a ler um livro novo (ainda que tenha dez inacabados), assista a uma missa, vá num centro, tome um banho de mar, escreva uma carta de amor...sei lá, tente, invente, se anime.

      “Aproximadamente agora é melhor que exatamente nunca" Nizan Guanaes

      Excluir
  5. Tu eh minha luz baby!! ^^
    Obrigada por essas palavras lindas...

    Bjus
    @OMundoDeCaliope

    ResponderExcluir
  6. Tina, vc é meu anjinho, sabia? Quando venho no teu blog sinto tua energia boa! Teus posts me incentivam!
    Preciso me regrar, quero começar a me exercitar com urgência, separar melhor meu tempo ;)

    Beijinhos e uma terça-feira iluminada para vc ;)

    nandapezzi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa vi minha escolha nessa mensagem!!!

    Acredito plenamente que tem sim como desacelerar em meio a essa loucura toda que vivemos.

    E dedici reorganizar meus horários e refletir no que eu dava importância que na verdade não precisava e aprendi a gostar mais de mim e a dar o devido valor a simplisidade da vida, que é o que nos faz feliz de verdade.

    Estou amando teu cantinho e todas suas mensagens, Tina!

    Uma ótima terça-feira!

    Beijos charmosos.

    ResponderExcluir
  8. desacelere...
    tem um texto q fala disso num tem?
    vou procurar
    hahahaha ki lokaaa eu!

    Bjo amoreka!
    ^^

    ResponderExcluir
  9. Oi Tina, E Q U I L Í B R I O é o segredo!

    Bom texto para refletir.

    bjbj

    ResponderExcluir
  10. Uma meta...uma meta...palavra chave para mim, depois que li o texto! Cadê minha meta do ano? Onde foi parar?
    Vou refazer e escrever...colocar bem grande na geladeira...
    Cade a meta! Vou atras!
    Bjs, boas energias...
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  11. Procuro sempre manter minha vida em equilibrio e não trazer problemas externos para dentro de casa. Para encontrar a paz interior, pratico a medição. É muito bom e recomendo a todos.
    bjoks

    ResponderExcluir
  12. Olá,

    Realmente é preciso encontrar o equilíbrio no meio do caos do nosso tempo. A auto imposição de limita é um bom começo.
    Gostei do texto.

    Beijoca!

    ResponderExcluir
  13. Num outro post, você nos ajudou a refletir em como nos acostumamos com as coisas...
    Estamos fazendo o mesmo com nossa época atual e digital.
    E tem também os limites: falamos tanto de limites em crianças, adolescentes, BBB... e esquecemos de nos por limites. Além de saudável, é expressão de amor, por nós mesmos!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai, "muito não é sinônimo de bom", vale pra td: comer, beber, sair, ler, estudar, festejar, rir e outras coisitas mais :)

      Excluir
  14. Gostei demais deste post, ótimo para reflexão. bjuss

    ResponderExcluir
  15. Olá Tina, tudo bem?

    É tudo verdade o que voce escreveu, precisamos dar um

    paradinha de vez em quando, para analisarmos as nossas

    vidas.

    um beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  16. Tina, essa sua observação é muito importante na vida de todo o mundo:
    "A alegria barulhenta e com sorriso fácil de quem está excessivamente cercado de eventos, projetos, pessoas é vazia de sentido".
    Temos que tomar muito cuidado com essa condição de aparente alegria, não é?
    Bjs.
    Manoel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza..."A alegria não está nas coisas, está em nós".

      Excluir
  17. Oi Tina.

    Ótima reflexão.

    Ótima dica.

    Já tive stafa várias vezes por conta de não saber cuidar bem de mim.

    Me enquadro perfeitamente nas condições de trabalho que você citou.

    Hoje busco essa harmonia, equilíbrio.

    Busco caminhadas, atividades físicas, coisas para aliviar as pressões do trabalho.

    bjo

    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso Ana, qualidade de vida :)

      Excluir