20 de janeiro de 2012

Tds ligados na TVE

Eis-me aqui, irmã coruja 
Divulgando e parabenizando
O trabalho do irmão
Quem mora na Bahia 
É só ligar no canal 2
Quem não mora na Bahia
Assiste pelo site da TVE Bahia
Clica aqui


19 comentários:

  1. Valeu pela divulgação irmã! Espero que gostem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aqui em cólicas pra dar 18:30 :)

      Excluir
    2. Oi, Marcos e Tina!
      Parabéns, Marcos!!
      Eu perdi o video de ontem à noite. Quando fui procurar no site da TVE não consegui localizar... Os filmes estão na web?
      bjinhos,
      Nanci

      Excluir
    3. Prazer vc aqui \o/

      Sim querida, estão no site do IRDEB, tem o link lá em cima no post. Confere lá e assiste na segunda o Boi bandido.

      Beijos e saudade!

      Excluir
    4. Agora meu comentário sem corujice :)

      A proposta da série de documentários, que se chama: Docs territórios, é a de revelar as tradições culturais e sociais de 26 interiores do estado da Bahia. O "Peixe-boi" me fez sentir nordestina da raiz do cabelo a ponta do pé, muito da cultura que é comum a td estado, a maneira de falar, o vocabulário, as crendices e costumes, o cenário natural e arquitetônico, td bem baiano.

      Da cultura local, o agreste de Alagoinhas, muito foi mostrado em grande e pequena escala, Paulinha, Marcos e a família Plano 3, exploraram a multiplicidade de abordagens: cenários, relações familiares, infância, amadurecimento, culinária, jeitos e trejeitos de falar, andar, vestir, ver o mundo.

      Adorei a vô do menino brigando pra ele não ir pro mar e contando casos acontecidos para amedrontar ele e a carinha dele é a melhor parte, aquela que gente faz qd tá ouvindo mais não tá, sabe?

      Fica claro através da filmagem, edição e arte, sob olhos poéticos, a simbologia que a pesca tem para os garotos e garotas, homens e mulheres daquele local, como deve ter para outros locais, como se fosse um rito de passagem para a vida adulta e entre a infância e o amadurecimento, muito banho de rio e mar, muito sonhos e a reflexão de o que é para um local desses a aparição de um peixe, revelando a simplicidade do lugar, a referência que fazemos com o que temos, como vemos e vivemos nosso lugar, através de eventos, comportamentos e costumes tão simplórios e ao mesmo tempo tão significativos e únicos.

      Enfim, AMEI!

      Excluir
    5. Que bom que vc pode ter essa relação com o filme! sempre pensamos em como chegar ao público! e cada um chega de uma maneira...fico feliz com seu olhar e sua percepção com a história que queriamos contar! bjos!

      Excluir
    6. Obrigado Nancy! o filme só está disponivel on-line no momento da transmissão! são uma série de 26 documentários (do quais fizemos 2). Depois que todos forem exibidos acredito que haja reprise...senão te dou uma cópia pra ver em casa depois! bjos :)

      Excluir
    7. Valeu, Marcos! Adoraria ver os filmes. Vou tentar assistir na segunda-feira. Depois combino para ver uma cópia do primeiro. bjs

      Excluir
    8. Hoje tem BOI BANDIDO \o/
      Tds ligados na TVE ;]

      Excluir
  2. Tina, que pena eu ler sua postagem só agora. Perdi a transmissão. Vou ficar ligado na do dia 23/01. Alarme do celular já está programado, rs...rs.
    Bjos.
    Manoel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vlw, comente depois se vc gostou.

      Excluir
  3. Tina vi achei muito bom Rosa tamben viu, parabéns a Marcos un abraço.Vou fazer un jeito de ver o de amanhã, besitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tiaaa

      Amei vc aqui \o/
      Volte + vezes.

      Não é amanhã o outro é na segunda.

      Bjos carinhosos

      Excluir
    2. Tia! Obrigado por prestigiar! Que bom que gostou...segunda-feira tem mais! um beijo!

      Excluir
  4. Depois do comentário da irmã 'coruja' só me resta dizer que devemos sempre ter como verdadeiro aquilo que acreditamos!
    Se acredita vai lá!
    Vamos indo...
    Assistimos eu e Paulinho, e ele quando viu o nome do Tio Marcos e dos amigos, Ernesto, Paula e Haroldo bateu calorosas palmas!Isso também foi lindo de ser ver!
    Kátia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo! Estamos indo, acreditando e seguindo o caminho...vem mais por ai!

      Excluir
  5. Eu sou suspeitíssima pra falar pois tudo que Marquinhos faz admiro e tem arte! É um olhar que enxerga poesia e um cuidado, uma criatividade absurda! Mas os documentários foram feitos com o cuidado de quem lapida uma pedra preciosa, então... Nada mais a declarar.
    beijo amores!!!
    Helguita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o encantamento está nos olhos de quem vê! pena que aqui no blog não dá pra ver o sorriso!
      :) quase! rsrsrs

      Excluir
  6. Segue meu coment sobre o Boi bandido

    Na minha leitura o Doc Boi bandido, tem um perfil bem folclórico. Com múltiplas referências de cenário, costumes, músicas, danças, maneiras de falar, vestir, viver.

    A inspiração para escrita e para o imaginário de Beto começaram com as histórias de senhora simpática, falante e sábia, que subliminarmente em meio aos contos e casos transmitia valores, carinho e ferramentas para percepção e construção de outros casos e contos na cabeça e na vida do menino.
    Penso que as pessoas com pouca instrução possuem uma sabedoria que não se aprende em livros.

    Com as histórias e com o que ele via e talvez até, pelo pouco que via, a imaginação foi criando formas laços, abrindo janelas e um dia ela abriu uma porta e deu de cara com o mundo mágico do circo, aquela tenda estendida e td que há e pode haver ali dentro.

    A chegada do circo fez as letras fluírem, a imaginação criou forma e sentido. Com as palavras de Quintana:
    "As pessoas sem imaginação
    Podem ter tido as mais imprevistas aventuras
    Podem ter visitado as terras mais estranhas
    Nada lhes ficou
    Nada lhes sobrou
    Uma vida não basta apenas ser vivida
    Também precisa ser sonhada"

    Sucesso para vc´s :)

    ResponderExcluir