27 de fevereiro de 2012

Batizei esse pássaro de Rio com Bahia

Não trouxemos a estatueta do Oscar.
Mas merecíamos e isso serve de reflexão.
Nem sempre ganha o prêmio quem merece.
Nem tira melhor nota quem sabe mais.
Nem ganha a promoção na empresa o mais competente.
Há privilégios,  parcerias, intenções que vão além do merecer.

Adoro filmes, adoro cinema.
As história, os atores, cenários, as músicas...
Na linguagem do Oscar: roteiro, arte, fotografia, trilha sonora...
Gosto do lugar, das poltronas, telonas, o 3D.
Do cheiro da pipoca, o clima de romance.
De ir com uma criança ou um adulto que nunca foi.
Gosto do trailers, das vinhetas para não fumar e não falar ao celular.
Gosto dos detalhes que não reparava e reparo através dos olhos de meu irmão.
Passei a achar incrível ser possível um filme em 5 minutos.
Mais incrível ainda quantos muitos 5 minutos se leva para fazer.
Amei ver de pertinho a bola gigante da Universal Studio.
E todos os atrativos do parque que falam do mundo do cinema.
Por aqui Paulo pai e Paulo filho também amam filmes e cinema.
Eles me apresentaram outros estilos e sempre me emprestam outros olhares.

O Oscar coroa internacionalmente nosso crescimento no mundo do cinema.
Temos mais qualidade, diversificação, originalidade, genialidade.
Temos motivos de orgulho nas trilhas sonoras, direções, roteiros, artistas...

Salve o cinema mudo!
Salve o 4D!
Salve a 7º arte!
Salve a Bahia no tapete vermelho!
Salve o cinema nacional!

23 comentários:

  1. Pena que não deu!!!Lindo post e homenagem! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Tina!!! Aqui em casa também amamos filmes. Embora hoje em dia possamos assistí-los no em casa, nada é mais mágico do que ver um filminho no cinema, você não acha?
    Bjoks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho sim, pode ser os hiper modernos com telões e cadeiras que levantam os braços, mil lugares para escolher, som multi-plus-king...rsrs...ou os mais antigos com forro de tecido camurçado nas paredes, tela mediana, na altura das poltronas, com imagem e som chuviscados.

      Excluir
  3. Pois é ne´...bem que fez o Woody Allen! A minha admiração a ele. Pois qualquer mortal queria uma oportunidade como essa de reconhecimento e massagem no Ego. Ele simplesmente esnobou dando a entender que ele não precisa disso para ser quem ele é. Achei genial.
    Bja passarinha! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Woody Allen é uma estatueta ambulante :)
      Como tantos outros diretores, atores e artistas por trás das câmera.
      De Chaplin, Mazzaropi e Jerry Lewis ao garoto de Harry Potter, não é necessário premiação, a consagração é o trabalho feito e admiração atemporal.

      Gostei mto ano passado tb do discurso de Jerry Lius

      Li no Uol uma frase perfeita dita por Jean Dujardin, de "O artista":
      "Oscar não louva qualidade, mas revela tendência da indústria cinematográfica"

      Excluir
  4. Salve Salve!!
    Tiiiiininha uma semana cheia de sorrisos pra vc!

    Bjokas

    ResponderExcluir
  5. Ainda acredito em preconceitos lá na aclamada academia do tapete vermelho...
    Salve seu lindo e colorido pássaro Rio com Bahia!
    Bom início de semana. Beijo

    ResponderExcluir
  6. Salve, salve!

    Foi através dos antigos filmes de Hollywood que nasceu em mim a vontade de aprender inglês, a vontade de viver aqui. Eu respirava cinema.
    Hoje em dia curto menos, sei lá, acho q hoje existem + estrelas do que atores de verdade. Hoje todo mundo quer trabalhar no cinema pra ficar famoso e ganhar dinheiro, mas parece que poucos têm essa maravilhosa arte de contar estórias no sangue, nas veias.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Tina!!!

    Salve =D

    Era merecido é um orgulho!

    Só de ver ele atravessar o tapete vermelho já foi um momento empolgante.

    Beijos Charmosos :**

    Tenha uma ótima semana!!!

    diario-decidimudar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Obrigado pelo seu carinho. Tem certeza de que já não fomos muito próximas em algum tempo? Você disse exatamente o que eu penso e sinto.

    ResponderExcluir
  9. Tina que post sensacional! Emoção traduzida em palavras.
    Desejo uma abençoada semana, repleta de muito amor.
    Beijinhos carregado de afeto!
    Lorena Viana.

    ResponderExcluir
  10. Adorei tuas palavras e concordo em gênero,número e grau...
    Mas isso serve para saber que no Brasil temos grandes talentos, não levamos mas nos destacamos!
    Ótima semana.Bj

    ResponderExcluir
  11. E aí Tina...tudo bem na Bahia!!!
    Eu vi a notícia do Oscar logo cedo no Jornal IG da Internet...que pena.
    Mas estamos concorrendo e é melhor que nada!
    Aqui em casa vemos filmes toda noite...quando não é alugado, é um dos 150 títulos que temos entre infantis, aventura, romance e comédia.
    E meu filho é viciado em pipoca...tá feito!
    Beijos, tenha uma ótima semana com muita energia positiva!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  12. Tina, como fiquei triste, como torci para esse premio ser "nosso"!! Mas o importante é competir, e nós estávamos lá!! Adoro o Rio e a trilha sonora nem se fala ;)

    Tina, eu simplesmente amei a fitinha, ameiiiii de mais a cartinha carinhosa, como sempre vc me deixa sem palavras! Sua amizade é muito importante para mim!! Obrigada do fundo do meu coração ;)

    Beijos carinhosos e uma linda semana para vc ;)

    nandapezzi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Adorei o post!!!
    Otima semana...
    Fabiola.
    http://blogencontrandoideias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Ah, infelizmente não foi dessa vez... Mas como vc disse, o nosso cinema tbm é bom e temos potencial, um dia conseguiremos!

    Ótima semana flor
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. É verdade adorei o post!
    Temos que saber viver com o sim e com o não...

    Beijoooo
    Monique

    http://unhaspintadasecia.blogspot.com
    Twitter --> @mcreiii

    ResponderExcluir
  16. Querida Tina,
    Eu achei que o Oscar jánera nosso, e confesso,que fiquei tristonha, o que também já passou!
    Amo cinema!
    Bjs,

    ResponderExcluir
  17. Tian querida!
    Saudade!
    Fiquei fora do ar por uns dias e senti muita falta de você, de seus textos tão lúcidos.
    Concordo plenamente com você, em tudo!
    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  18. Desculpe, seu nome saiu errado, Tina.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  19. Oi Tina

    Amei o seu texto.
    Não consegui assistir o Oscar porque tive um dia cheio . Estava exausta.Será que haverá reprise em algum canal?.Aindo tenho a mesma opinião da Ana Paula.Há um certo preconceito com relação ao filme brasileiro. Está um pouco longe de eles
    reconhecerem a qualidade do nosso cinema.Mas logo chegaremos lá.

    Um lindo dia.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Mais uma vez o Oscar se manifesta como a festa do egocentrismo americano e talvez não deixe de ser mesmo, pois a festa é deles! Eles são bons no que fazem e não tão bons em reconhecer o talento dos outros. Enquanto isso... ficamos nós com o nosso orgulho e o reconhecimento do brilho único que a Bahia tem. Carlinhos Brown é a Bahia no mundo! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. * Erika me avisou por e-mail que foi ela que escreveu esse coment e esqueceu de colocar o nome ;]

      Não querendo desmerecer o ganhador do melhor filme, deverá ele como francês ter ganho pela história ser um culto ao cinema americano.
      Quem sabe se fizermos uma música ou um filme para o Tio Sam ganhamos.
      Admiro e curto mta coisa americana, desde os filmes, aos protocolos e leis, patriotismo, produtos...
      Mas a comida e esse ar de superioridade não cabem mais no cenário mundial, da alimentação saudável e do respeito e culto a diversidade e a globalização, tb e mto saudáveis.
      Fomos indicados, não ganhamos, mas valeu:
      “Aproximadamente agora é melhor que exatamente nunca”, bem disse Nizan Guanaes.
      E: “De alguma forma a gente sabe que o tempo da espera é o caminho de se encontrar”.
      Eles podem mudar seu jeito americano de ser, ou não, mas nós vamos mudar sempre pra melhor e com Oscar ou sem Oscar somos bons e seremos cada vez mais.

      Excluir