21 de agosto de 2012

Falar bem, que mal tem?

Tautologia
Você sabe o que é isso?
Não! Não é nenhuma especialidade médica.
Tautologia é o termo usado para definir um dos vícios de linguagem mais comuns na lingua falada e consiste na repetição de uma ideia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.  Exemplos clássicos famosos são 'subir para cima' ou o 'descer para baixo'. Mas há inúmeros, como pode ver na lista a seguir: 
- elo de ligação
- acabamento final
- certeza absoluta
- juntamente com
- expressamente proibido
- em duas metades iguais
- sintomas indicativos
- há anos atrás
- vereador da cidade
- outra alternativa
- detalhes minuciosos
- a razão é porque
- anexo junto à carta
- de sua livre escolha
- superávit positivo
- todos foram unânimes
- conviver junto
- fato real
- encarar de frente
- multidão de pessoas
- amanhecer o dia
- criação nova
- retornar de novo
- empréstimo temporário
- surpresa inesperada
- escolha opcional
- planear antecipadamente
- abertura inaugural
- a última versão definitiva
- possivelmente poderá ocorrer
- comparecer em pessoa
- gritar bem alto
- propriedade característica
- demasiadamente excessivo
Par não perder a deixa, demasia só de paz e afeto :)

18 comentários:

  1. Tina, eu assisti um vídeo de um dos caras de pau no you tube sobre isso. Lendo vc aqui, parece aula de portugues, mas assistindo eles, parece comédia mesmo. Morri de rir.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Boa dica Tina.


    Venho te convidar para o sorteio de aniversario de 1 ano do blog Filha de José.

    Um abraço.

    http://filhadejose.blogspot.com.br/2012/08/sorteio-de-aniversario.html

    fotosdequinta.blogspot.com

    Ana Virgínia

    ResponderExcluir
  3. Não tem nenhum, nenhum mal. Bjssss

    ResponderExcluir
  4. Ai, ai... uso vários deles.
    Vou fazer a lição de casa e melhorar. Adorei saber!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Viu a Júlia te seguindo lá embaixo?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de ver e o sorriso foi de uma orelha a outra :)

      Excluir
  6. Adorei, parabéns pelo blog e por sua dedicação,
    espero a sua visita, e fique de olho nos sorteios
    tenho certeza que você vai adorar os produtos *-*


    http://larissacanziani.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Vou cuidar mais do que falo e escrevo...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Post interessante! Desconhecia o nome....Obrigada por trazer a informação! Uma iluminada semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Carácoles Tina, eu tinha que ver esta tua postagem, para refrescar a minha memória rsrs alguns dos exemplos aí, eu abomino, acho até indescentes rsrs
    mas não tem jeito, acabamos deslizando e usando vez ou outra.
    esta postagem merece ser mais vista, vou jogar no face. vou até copiar para ler com marido e filho.

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Adorei, Tina! Vim também responder seu Oi!
    Vou copiar também...
    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  11. Ai meu Deus Tininha! Será que sou uma tautóloga, rsrs... Tenho essa mania de reafirmar as palavras, ui! Escrevo muito para falar de uma coisa pequena, sou prolixa demais!!! Mas o blog tem me ajudado a policiar esse deslize!
    Beijão amiga!

    ResponderExcluir
  12. Estou com vontade de GRITAR BEM ALTO que estou com saudade rssss Te adoroooo bjm Goianoooo Dani

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito, Tina!!!! Muito bom, mesmo... e não sabia que o nome era esse... rsrsrsrs
    Beijinhos
    Lita

    ResponderExcluir
  14. Olá, adorei a visita!!
    Bom dia pra ti!!
    Bjs do Neno

    ResponderExcluir
  15. Tina, os exemplos dados são de pleonasmo,Tautologia é a obviedade,é é bem implícito, muitos escritores fazem isso, um exemplo fácil é: Quando os problemas acabarem, a normalidade voltará.(óbvio).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciano!

      Aprendi assim:

      Pleonasmo (de pleos, em grego, quer dizer abundante) e em síntese é uma repetição, no falar ou escrever, de idéias ou palavras que tenham o mesmo sentido, dito vícioso porquanto, longe de enfeitar o estilo, apenas repete desnecessariamente ideia já referida como o popular: subir para cima

      Tautologia (de tautos, em grego, que exprime a ideia de mesmo, de idêntico), é uma outra denominação do pleonasmo vicioso
      Uma seguida repetição, por meio de palavras diferentes, de um pensamento anteriormente enunciado, provocando redundância ou condenável demasia verbal

      Excluir