24 de setembro de 2012

Paz na terra

Arun Gandhi é o quinto neto de Mahatma Gandhi, líder do movimento pela não violência. Arun de 78 anos nasceu na África do Sul e é hoje o maior divulgador da filosofia de seu avô e comanda um instituto de educação pela não violência na Índia. Ele conversou com a revista Época de onde eu trouxe algumas duas histórias.

“Existe uma história de um homem que vivia sozinho e nunca limpava sua casa. Um dia ele conheceu uma moça, que lhe deu uma rosa. Ele levou a rosa para casa, mas não achou um vaso limpo. Precisou lavar a louça para encontrá-lo. Depois, ele não tinha um lugar para expor a rosa, e limpou uma mesa para colocá-la. Ele então notou que só a mesa limpa no quarto sujo destoava, e limpou o quarto. Eventualmente, toda a casa estava limpa. Isso tudo por causa de uma rosa. Do mesmo modo, se uma pessoa se torna pacífica em uma comunidade, ela afeta todos à sua volta.”

“Uma vez meu avô foi procurado por um casal com um filho pequeno que não podia comer doces. Ele não obedecia a proibição, pois via seus pais comerem doces. O casal levou o menino ao meu avô, pedindo sua ajuda, e ouviram para retornar em duas semanas. Na data combinada, o meu avô falou em particular com o menino por menos de um minuto, e ele parou de comer doces. Os pais ficaram chocados, e quiseram saber que tipo de milagre aconteceu. Meu avô explicou que o motivo do prazo de duas semanas era para que ele próprio parasse de comer doces, pois só assim poderia pedir o mesmo ao menino. Se a gente não praticar o que queremos que os outros aprendam, eles não vão aprender.”

11 comentários:

  1. Linda e verdadeira sabedoria por aqui,Tina!!Muito bom! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi,adoro essas história, tem muita sabedoria. Essa da rosa é espetacular. Adoro contar historias. Meu pai era assim e sempre tinha um exemplo para se seguir na vida. Muito sábio seu avô. É enriquecedor conversar com pessoa que tem vivencia.
    Bjos linda e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história é do avó de Arun, o sábio Gandhi :)

      Excluir
  3. Tina...você é uma querida mesmo!!!Muito obrigada pelas lindas palavras de incentivo, amei a mensagem e com certeza vou fazer uso das belas e sábias palavras.
    Meu desânimo tem uma causa e te contarei por email...mais daqui à pouco tudo toma seu devido rumo.
    Adorei seu post...Gandhi é um grande sábio.

    bjuss

    ResponderExcluir
  4. Olá Tina querida, dois exemplos bem simples e verdadeiros.
    Aliás Gandhi era simples e verdadeiro.
    Uma coisa leva a outra, realmente, assim como a historia da laranja podre que infecta o saco todo, essa historia da rosa nos mostra como uma coisa boa e bela pode também desencadear coisas maravilhosas.
    E o exemplo à criança é TUDO! não adianta falar, tem que fazer, mostrar, ser o eixo!
    adorei sua postagem querida, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá querida,
    Duas lindas histórias reais.
    Quanto ainda tenho que aprender...
    Beijo carinhoso.

    ResponderExcluir
  6. Olá Tina Flor...adorei o texto! Somos exemplos para os outros e as vezes para nós mesmos...aprendemos com atitudes certas ou erradas! Gostaria de ler mais sobre Gandhi, vou procurar sobre!
    Dei risada com seu comentário "lem casa", como sempre vc hiper criativa! Daqui a pouco não haverão mais ervas fáceis para nomear a família, hehehe! Só vc!
    Te desejo uma ótima semana com muitas flores de laranjeira debaixo de seu travesseiro e Nutellas no pão e na vida! Beijos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  7. Tina querida!
    Esse texto da rosa achei maravilhoso!
    Caramba, é isso mesmo! Ás vezes por uma "rosa" mudamos tanta coisa para melhor! Lindo,lindo!

    Acho que fazemos um pouco disso com os nossos blogs, trocando boas mensagens, imagens, músicas, amizades, carinho!!!
    Um beijooooooooooo em você!

    ResponderExcluir
  8. A simplicidade de Gandhi encanta não?
    O exemplo é tudo na vida, ensinar com o exemplo!
    Tina flor, so vc mesmo para nos fazer rir... Eu e Rosana rimos muito com seu comentário deixado nos blogs... Sabe que ainda não pensamos qual especiaria ou erva será o bebê? Mas este tb terá seu apelido...hehehe
    Vc tem umas tiradas excelentes e criativas
    Adoro vc menina Flor!
    Beijos e abraços
    Canela
    Ü

    ResponderExcluir
  9. Realmente, se não formos exemplo o ensino é vão.
    E o ensino da rosa é mesmo muito interessante e real.
    Obrigada pelos textos!
    Um bejim grande!

    ResponderExcluir
  10. Não saberira dizer qual das duas histórias mais me comoveu.
    Uma rosa, um exemplo... tudo tão simples e fácil. Por que complicamos?
    Beijo

    ResponderExcluir