3 de outubro de 2012

Memorandos da criação

Memorando 53. Setor de cavalgaduras. Ref. unicórnio
Nem pensar. De cavalo estranho, já me basta a zebra.

Memorando 178. Setor de Design. Ref. mexerica
De duas, uma, ou a casca da mexerica bela evolução em relação à laranja foi desenvolvida por uma equipe de designers e os gomos, por outra ou seus talentosos e desleixados querubins deixaram os gomos por último e às pressas ignoraram aqueles irritantes fiapinhos brancos. Repensem. Se eu fizer o homem à minha imagem e semelhança, como estou pensando, ele vai ficar bastante descontente em gastar parte da existência desnudando a fruta dessa infame.

Autoria:  Antonio Prata (filho do escritor Mário Prata)

3 comentários:

  1. Apareci a margarida, ole ole olá!!!
    esta semana está complicada com o pessoal de casa e a rotina uma loucura...mas cheguei!
    Olhei os seus posts e já estou por dentro Dona Passarinha Flor de Laranjeira!
    Adoro sua imaginação e criatividade! Adorei a frase do cavalo unicórnio...é bem verdade!
    Sabia que meu filho não acredita que zebras existam!!! Para ele é um cavalo apenas...sujo!
    Hoje ele aprendeu a falar elefante e urubu...pois ele olhava para o céu e dizia que via um gululu. E era bem difícil de decifrar...e o elefante sempre foi "telepant". As coisas estão melhorando!
    Enfim, falei demais, por isso não posso demorar para vir! Ah...adoro as coisas que vc manda no e-mail, fico de olho!
    Bjs, Nutellas voadoras e te desejo uma ótima quinta-feira!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  2. Tina, muito legal essa tirada do Antonio Prata.
    Manoel

    ResponderExcluir
  3. Engraçadíssimo, dei boas risadas!
    Beijos.

    ResponderExcluir