14 de novembro de 2012

“O homem amadurece quando reencontra 
A seriedade que demonstrava em suas brincadeiras de infância”
Achei essa reflexão bem interessante
A leveza e os aprendizados da infância
As lições das brincadeiras
A seriedade
Somadas a maturidade
As estratégias e experiências
Adquiridas com a idade
Tudo junto e misturado
Receita para boas jogadas
Passos, saltos
E uma maturidade feliz

14 comentários:

  1. Que lindooooooo...
    Ser criança é tão bom...
    Mas muitas vezes so vemos isso quando somos adultos!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. De passo em passo caminhamos. Se o fizermos com leveza, chegaremos felizes à maturidade( eu já estou nela,srrs beijos,lindo dia e adorei a imagem...chica

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Tina,
    que delícia quando o nosso maior desafio era brincar com a maior seriedade de amarelinha.
    Acho que falta também é pureza nos propósitos. Mas...crescer é um desafio enorme, se não errarmos demais já está de bom tamanho.
    bjão e um ótimo e lindo dia.
    Mari

    ResponderExcluir
  4. Encontrar a maturidade e preservar aquela criança que brincava nos trará infinitas possibilidades de um alegre viver.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Verdade *_*
    Adorei a foto, realmente inspiradora!

    Beijoos

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Tina Flor...enfim cheguei! Eu adorei pensar sobre este texto, pois me sinto por vezes afastada da minha criança interior mesmo tendo duas em casa e interagindo com elas...porém, sem seriedade!
    Obrigada...
    Bjs recheados de Nutellas e te desejo um ótimo dia na Bahia!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  7. Tina eu ainda guardo a sete chaves a criança interior, mas só gosto de desperta-la, nos dias mais triste, pois ela me alegra, ou quando junto-me a minha filha e invento brincadeiras, mas brincadeiras com maturidade. Uma linda combinação: brincadeiras somadas a maturidade. Acredito que a criança interior que tenho é resultado dessa junção.

    Beijo no coração!
    Muita paz em sua vida...
    Lorena Viana

    ResponderExcluir
  8. Oi Tina,
    Adorei a reflexão e a imagem é fantástica!
    Beijo imenso!

    GOSTO DISTO!

    ResponderExcluir
  9. Primeiríssimo tenho que falar da amarelinha. Quem me dera ter uma tão grande na época em que viva pulando sobre elas. rsrsrs E segundo que concordo plenamente com teu refletir. Quando vejo crianças "discutindo" suas brincadeiras em detalhes tão sutis, doi-me por dentro saber que muitos adultos já passaram por aquilo e, por conta da vida, esqueceram-se de que as brincadeiras são nossas maiores aliadas na vida.

    são coisas seríssimas e leves, como você mesmo disse, mas que nos levam muito longe!!!

    Temos que manter nosso coração de criança... A cada dia que passa convenço-me mais sobre este fato!

    beijo tina!

    ResponderExcluir
  10. Oi Tina, bela reflexão... Tomo como um presente dias depois do meu niver! Quando criança eu era fera em amarelinha!

    Bjo no teu coração.

    ResponderExcluir
  11. Gostei de tudo por aqui... o blog da minha cria tambem é assim verdinho, ela ama verde... o blog dela ja chama 'Me gusta verde' . rsrs

    bjsMeus
    Catita

    ResponderExcluir
  12. OI TINA!!! ADOREI SUA REFLEXÃO. CRIANÇAS BRINCANDO REALMENTE É ALGO MUITO SÉRIO. E A IMAGEM ESCOLHIDA NOS REMETE A NOSSA VELHA INFÂNCIA!!! AMEI !!!ABRAÇOS EDNA DAS CATARINAS.

    ResponderExcluir

  13. Olá Tina,

    Nunca deixo adormecer a criança que existe em mim. É ela que torna mais doce o nosso caminhar.
    Que saudade de brincar de amarelinha!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Tina, encontrar a maturidade é inevitável o importante é lutar pela permanência da criança que existe dentro da gente. Não só a criança que brinca de amarelinha, mas a conservação da pureza dos princípios morais das crianças.

    Adorei essa foto da "maxi-amarelinha". Para dar uma canseira nas crianças é ótimo, rs...rs.
    Grande abraço
    Manoel

    ResponderExcluir