29 de novembro de 2012

"Meu Deus
Me dá cinco anos
Me dá um Natal e sua véspera
Me dá a mão
Me cura de ser grande"
São trechos de “Bagagem” de Adélia Prado
As vezes dá uma vontade de voltar a ser criança né?
Se agente soubesse como era bom aproveitava mais ou não?
Saber quanto é bom é não ser leve como uma criança
Que por não saber não sofre
Acordei filósofica hoje né?
Deixo então com vocês essa imagem qua achei linda
Um convite as lembranças da velha infância de cada um
Cartazes, letreiros, padarias, baleiros, pipoqueiros
Saias rodadas, de pregas, balonês
Sapatinhos laqueados
Laços de fita no cabelo
Quichutes e congas
Bola chuveirinho
Carrinho de rolimã
Cartinhas para o Papai Noel

10 comentários:

  1. Estranho, mas eu nao tenho saudades... São lembranças ótimas, momentos felizes. E esta felicidade tem sido tão presente em todos os meus dias que a mim somente cabe agradecer por ter sido, sempre, abençoada por Deus.

    ResponderExcluir
  2. Se a gente soubesse que era tão bom ser criança e ter cinco anos...
    Mas acho que tua reflexão é um estímulo para resgatarmos a criança que vive e sempre viverá em nós. Aquela que ainda faz bolinha de sabão ( longe dos teclados, claro ), desenha, pinta de aquarela sol, nuvem, casinha.
    Que nossa criança nos torne leve.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ah, Adélia Prado...suspiro*...
    Ah, como precisamos disso, olhar o mundo através dos olhos de criança! Com espanto e assombro por uma formiga carregadeira e por um raio de sol no nosso rosto!
    Que Deus nos abençoe para que consigamos sempre.
    Te amo guria!
    Como é bom passar na tua casa.
    ;)
    Beijos e upa forte!

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes precisamos dessa cura de ser grande.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Imagem que faz viajar...Linda!Adorei! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Tenho muita saudade da infância...pena que a gente só dá valor a ela depois que ela já se foi! Adorei esta imagem, Tina!!

    Beijinhos!!♥

    ResponderExcluir
  7. Oi Tina querida

    Amei esse texto, tão verdadeiro.

    Quantas saudades da minha infância, como foi boa, brinquei
    muito.

    Adorei também a foto maravilhosa!!!!

    beijo carinhoso

    Regina Célia

    ResponderExcluir
  8. Bons tempos! Adorei o post! Um abençoado e feliz fim de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Tina, adorei o banho de infância. Com direito a pipoqueiro e tudo o mais.
    Gostei da sua filosofada. Filosofou e o fez muito bem. A realidade é essa mesmo. Ainda bem que dá para curtirmos os "recuerdos".
    Um abração
    Manoel

    ResponderExcluir