9 de dezembro de 2012

O mundo é muito grande e é fácil se perder por tantos caminhos e na trajetória individual de cada um, as escolhas e a maneira como encarar os acertos e principalmente os erros, as faltas e as perdas, tem muito dos exemplos, das referências que temos ou que escolhemos.
O batizado de meu filho foi quando ele fez um ano, hoje é o dia da sua Primeira Comunhão, com 12 anos, um momento maravilhoso para nós e e para ele, meio tímido  na sua pre-adolescência é um dia diferente, mas penso que a importância será sentida por toda a vida dele. Nas horas boas e ruins, Deus, Jesus, Nossa Senhora, os santos, a crença a fé serão guia e fonte de sabedoria e proteção.
Referência são muito importantes, podem ser a perdição ou a salvação, lembro que primeiro ídolo esportista de meu filho foi, por conta da época e de uma escolha talvez involuntária: Gustavo Kuerten. Para mim o que mais do que um vencedor ou um fantástico atleta o que há de melhor em Guga é o caráter,  a simplicidade, simpatia, o ser humano que ele é e que diz com muito orgulho ser por conta dos momentos de infância com seu pai, do exemplo e amor do irmão mais velho que seguiu o pedido do pai que disse uma frase como tantos pais dizem aos filhos mais velhos: Cuida de seu irmão! e que ele colocou como lema na vida dele, abrindo mão de sua carreira pela do irmão, sendo amigo, parceiro e pai, pelo irmão mais novo deficiente e fonte de aprendizado, inspiração e amor para ele e por sua mãe, forte e doce.
Meu marido é um exemplo maravilhoso para meu filho, ele que não teve pai, faz de tudo para que meu filho tenha, não só o roupas e sapatos, brinquedos, viagens, o bom e o melhor na mesa, tenho ele não tido muitas vezes nada na mesa, mas mais que isso ele foi um exímio trocador de fraldas, contador de histórias, presença em tudo, nas apresentações da escola, reunião de pais, um sorriso fácil, braços sempre abertos, ouvido disponível, puxões de orelha que fazem crescer, amor sempre a mão.
Ele tem sorte e se ainda não sabe disso um dia vai saber, que ele siga tendo sorte, que aproveite todos os exemplos bons, que olhe para trás e veja mais que o passado dele, veja o presente e o futuro, construídos e interlaçados como uma corrente que nunca vai quebrar. Como diz a canção que quando a cruz pesada for, ele tenha a segurança de que Cristo e nós estaremos com ele, pois o mundo pode até fazer ele chorar, mas quem foi amado e amar sempre irá ter motivos para sorrir.

3 comentários:

  1. acho importante para uma criança ter referimeto religiosos.
    meu filho vai em uma escola de orientamento católico.
    acho importante acreditar em alguma coisa.

    baci

    ResponderExcluir
  2. Tina, sua postagem é uma aula de vida e formação. Está tudo corretíssimo e Deus vai abençoar sempre você e seu marido por essa dedicação. Isso é educar e os sinais disso vão aparecendo. A admiração pelo Guga já é um ótimo exemplo. (Até eu que sou mais "bobo" admiro o Guga, rs...rs). A Eucaristia vai ser sempre a força para ele cumprir os bons ensinamentos que teve.
    Parabéns a ele pela primeira Eucaristia e principalmente a vocês, Mãe e Pai, pelo honroso papel que estão desempenhando na construção da vida dele.
    Um abração para vocês
    Manoel

    ResponderExcluir
  3. A família é a base para ser formar um cidadão e é isso que você está fazendo..infelizmente não temos visto isso em outras famílias( a grande maioria)!! Continue com essa bela educação que está repassando, você e seu marido para o seu filho. Parabéns. Abraços e tenha uma boa semana. Sandra

    ResponderExcluir