21 de janeiro de 2013

Todos contra as drogas

Que vejamos copos vazios 
Ou cheios de suco, água, pode até ser de refrigerante
Becos cheios de crianças e adolescentes sadios
Pessoas cheias de vida, esperança, afeto, valores
Hoje começa a ser colocada em ação
Política, prática e luta
Através da internação compulsória
Que devia ser adotada a meu ver pos todo o país
Que o Brasil e outros países do mundo
Poder público, empresários, voluntários
Quem está envolvido diretamente com usuários
Das drogas mais pesadas as mais "leves"
Usuários de álcool a drogas sintéticas
Famílias, amigos
E quem não está envolvido
Se sensibilize, mobilize, ore
Mudemos e façamos mudarem os hábitos
O tratamento com quem usa e incita o uso de drogas
Nada de beber e dirigir
Nada de usar nenhum tipo de droga para se divertir
Toda droga é uma droga
Parece um assunto meio pesado para começar a semana
Mais a vida não é um mar de rosas
E para que seja o mais florida possível
Cuidar das ervas daninhas é necessário

12 comentários:

  1. Também tenho acompanhado o noticiário a este respeito e penso que o usuário do crack, dominado pela droga, não tem mais condições de exercer o seu direito de livre escolha. Precisa ser ajudado e isto necessariamente passa pelo tratamento clinico.

    ResponderExcluir
  2. Não consiigo entender as péssoas que são contra a internação complusória dos usuários de entorpecentes. Não entendem que eles precisam de ajuda pra sair do vício?

    ResponderExcluir
  3. Amém.!

    Pessoas assim são doentes, precisam de ajuda!!

    Bjs :*
    Boa Semana ")

    ResponderExcluir
  4. Tina,
    O que podemos fazer e concordo com você é orar! E muito!
    As pessoas precisam de boas energias e amor,
    Um beijo e boa semana,

    ResponderExcluir
  5. Tina, nem tudo é flores né?
    Mas se cada um fizer um pouquinho, juntos teremos um futuro melhor!! Torço muito para que um dia tudo isto acabe, em todos os lugares...!

    Beijos no seu coração ;)

    ResponderExcluir
  6. Quando cada um se dispõe a fazer sua parte, as coisas finalmente começam a acontecer.
    E temos mesmo que apoiar iniciativas para 'cuidar das ervas daninhas' antes que as coisas sejam irremediáveis.

    Um beijo flor,
    uma semana linda!
    Jhosy

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Tina, que texto bonito! acho esse assunto um verdadeiro buraco sem fundo, complicado, cheio de faces, mas creio em um futuro melhor para a humanidade, sempre... Vou ler a matéria

    beijos e boa semana para voê

    ResponderExcluir
  8. É preciso, de fato, uma atitude séria para salvar os que não conseguem se salvar.Um texto bem oportuno.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Enquanto não for considerado crime usar drogas, ela vai cada dia ser pior. Quem usa não é vitima, ele é tão culpado quanto quem vende. Não consigo aceitar essa proteção ao usuário de drogas. Outra droga pior que está em todas família é o álcool, tu já viste que homens acima de 40 anos bebem além do dito normal. Pedi para cuidar o consumo é pior, parece um convite para ingerir mais bebidas alcoólicas. Vamos torcer para terem sucesso nesse novo projeto de recuperação dos usuário.
    Bjos e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  10. É uma boa medida.
    Gostaria que fossem feitas "coisas" antes de se chegar a isso. Que essas crianças não chegassem até as drogas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Que lindo grito!!beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  12. Tina, infelizmente temos muitas variáveis envolvidas nessa equação. Penso da mesma forma que a amiga Ana Paula e evidencio que a prevenção é o mais eficiente caminho. Só temos que parar com a hipocrisia de ficar fazendo algumas propagandas que mais deixam as crianças curiosas do que com receio.
    Na minha opinião, todos os pais e mães devem se instruir com pessoas especializadas e atuantes nesse combate. Caberia ao pai e a mãe a responsabilidade de TOMAR CONTA DO FILHO(A).
    Em vez de passar o dia na hidroginástica ou trabalhar até mais tarde para fechar bons negócios, por que não acompanhar os filhos nas saidas deles? Ficariam mais amigos e conheceriam o ambiente em que o filho(a) vive. Num dia qualquer, durante a semana, saia mais cedo de suas obrigações e vá buscar seu filho(a) no colégio. Fale que estava passando por lá e, com saudades, resolveu voltar junto com ele(a). Essas incertas, mais ou menos obrigam as crianças a andarem na linha, desde que haja interesse dos pais.
    Esse problema é delicado e o filho(a) é seu. Conserve-o. Você não coloca alarme no seu carro para que não o roubem?
    Tome cuidado. Podem estar roubando o(a) seu filho(a) para um caminho sem volta.
    Vamos parar de procurar culpados e vamos tomar as devidas providências, nem que seja para colocarmos alarme na criançada.
    Vamos lutar para melhorar isso!
    Manoel

    ResponderExcluir