12 de abril de 2013

Assisti dia desses "As aventuras de Pi"
Um show de imagens, de espécies animais e vegetais
De aventuras, filosofias e reflexões
De magia e tecnologias da sétima arte
Coube ao chinês Ang Lee o trabalho de criar os cenários
 Com peixes voadores e iluminados
Ilhas de suricatos deserta, carnívora e mítica
As água do Pacífico, o céu
O tigre que foi recriado digitalmente em quase todo o filme
Rodado a maior parte dentro de um estúdio
A relação do menino indiano Pi
Com Richard Parker, um lindo tigre de bengala
Envolve sinestesia, curiosidade, respeito, medo e companheirismo
O filme transcorre através da história das aventuras dos dois
Contada a um escritor cético
Que foi indicado a entrevistar Pi para ouvir sua história
Um naufrágio onde o garoto perdeu toda sua família
Indo para o Canadá em um navio oriental
E se viu em alto mar em uma barca
Na companhia de um tigre feroz
O final, para muitos pareceu simplista
Ou sem sentido em comparação ao livro
Em ambos a temática religiosa é explicita no início da história
É a cereja do bolo, que o livro aponta de forma bastante enfática
E o filme prefere revelar sem muita explicação no diálogo final
De forma subliminar, enfraquecendo um pouco a moral da história
No final do filme eu e meu marido sentimos esse eco
E ao perguntarmos ao nosso filho o que ele havia entendido
Por ele já ter visto e para saber a opinião dele
E desafiar sua sensibilidade e fé
A resposta dele foi como a produção, digna de óscar
Quem viu o filme vai compreender melhor
Quem não viu fica o incentivo para que veja
Após toda a narrativa de sua aventura quando menino
O já homem Pi dá uma versão mais realista do que aconteceu
Mas o escritor ainda que cético, assim como a maioria das pessoas
Preferem a versão sem pé nem cabeça
Cheia de fantasia e espiritualidade
Assim como a história de Jesus, o narrador Pi pontua
Assim como a história da criação do mundo eu pondero
Dos deuses, mitos e lendas
Que cada religião, cada cultura conta de um jeito
Todos os jeitos com fantasias
Coisas que não se explicam
Mas acreditamos, escolhemos crer
Somos genuinamente criaturas de fé
Indenpendente do credo, da idade, da situação
Em algum momento acreditamos
Em algo, alguém, alguma manifestação, sinal ou história
Eu acredito em várias
Uma sexta-feira de boas crenças e muitas bençãos
E um final de semana de muitas histórias, fé, paz e bem
Até segunda!

21 comentários:

  1. Tina eu vi a propaganda deste filme, mas nunca vi,
    para dizer a verdade, não gosto deste tipo de filme, muito fantasioso para mim.
    eu gosto de filme, "real"
    mas para quem gosta deste gênero, deve ser uma boa pedida.

    baci

    ResponderExcluir
  2. Aqui em casa, foi sucesso o filme. Lindo teu texto!! Falaste tudo! beijos, ótimo fds! chica

    ResponderExcluir
  3. Eu também vi o filme e recomendo. Uma linda história, belas imagens e uma reflexão para a vida. Linda minha, já está saindo para descansar???

    ResponderExcluir
  4. Tina,
    eu amei as Aventuras de Pi, também cheguei a fazer um post quando o vi, me tocou demais. Somos feitos de fé mesmo! Lindo seu texto.
    Um beijo cheio de paz.

    ResponderExcluir
  5. Quero assistir, amiga! Já me falaram tão bem... Beijinhos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. eu não tinha me interessado pelo filme até ler seu texto, Tina, agora fiquei curiosíssima!

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Vivemos em meio a um mundo cético, perdido em questionamentos perdidos em labrintos indecifráveis. Não é mais simples acreditar? Quem vive de dúvidas não avança.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  8. Tina, assim como a Gê, eu tb não tinha tido interesse no filme até ler seu post. Agora sim estou interessada ;)

    Beijão, uma sexta-feira branca e cheia de bençãos para vc e sua família ;)

    ResponderExcluir
  9. Eu amei o filme, comprei ele p minha filha que gosta de assistir mil vezes o mesmo filme rsr achei de uma riqueza incrível, e um show de efeitos especiais tbém, acho que o livro como vc disse deve deixar a coisa mais clara no final, pois no filme senti mesmo o final meio vago, embora tenha entendido o recado, um ótimo filme, vale a pena! bjooss e bom finde amiga!

    ResponderExcluir
  10. Tina, depois do seu post fiquei interessada em assistir. Deve ser muito bom!Lindo texto!!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  11. Oi Tina
    Fiquei encantada , adorei o filme pela beleza de cenário pelos animais incríveis ,pela história e pela reflexão que fazemos no final e se assistimos juntos em família cada um participa dando opiniões e isso é muito bom !
    Ter Fé e crer é de muita valia nas nossas vidas nesse mundo tão tumultuado, é o nosso prumo em muitos casos uma salvação,
    abraços Tina
    parabéns pela boa resenha _completinha.

    ResponderExcluir
  12. A fé nos faz viver, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Tina Flor!!! Eu já ouvi falar, sempre vejo no propaganda da Sky mas nunca vi! Agora fiquei curiosa!
    Vou ver se acho ele por aqui e agora tenho outra perspectiva com seu texto! Adorei!
    Quero desejar saúde para sua família e aromas de jardim!
    Ótimo final de semana em sua casa, paz e alegria Tina!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  14. Oi Tina, agora, mais do que ontem, quero assisti-lo.
    Bjo grande e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  15. Tina, assistimos o filme aqui em casa também. Meus filhos são pequenos, só queriam saber do Richard Parker rsrsrs Mas meu marido e eu comentamos a mensagem que ficou, após tantas cenas maravilhosas e carregadas de efeitos especiais. Somos pessoas de fé, sim, mesmo quando usamos as máscaras do ceticismo. Os milagres estão o tempo todo a nossa volta e temos a escolha de vê-los ou de simplificarmos, transformarmos coisas grandiosas em coisas corriqueiras. Assim é também com nossa vida: uma obra fantástica, cheia de cenas inenarráveis, ou uma realidade monótona e insossa. A escolha é nossa!

    Belo post, aguçou a curiosidade do povo, hein! Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oiiii Tina, ainda não assisti, acredita? mas estou louca pra ver.
    Bom fim de semana, querida.
    BjoBjo;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderExcluir
  17. Acabamos de assisti-lo aqui em casa:
    N Ó S A C R E D I T A M O S.

    ResponderExcluir
  18. Infelizmente ainda não assisti, mas estou bem curioso, Tina! Inclusive a forma como dispôs tudo no texto, chamou ainda mais atenção para várias coisas que entre comentários sobre o filme, eu não havia escutado!

    ResponderExcluir
  19. Um dia desses assisti a um filme tão bonitinho: Wall-E. Nosso planeta era um depósito de lixo e a única esperança era uma mudinha de planta. Nossa planeta não vai aguentar... Beijos, amiga!

    ResponderExcluir
  20. Lindo e triste esse filme, uma tentativa válida de mudar amente das crianças que serão os futuros adultos e educadores das novas gerações.
    A Disney nessa animação, conseguiu me fazer gostar de uma barata. Oh God!

    ResponderExcluir
  21. Realmente é um filme maravilhoso tanto pela fotografia quanto pela reflexão!
    Adorei seu pensamento aqui, combina muito com o meu!

    beijos

    ResponderExcluir