26 de maio de 2013

O futebol e eu

Eu adoro futebol, do jogo, de torcer, dos estádios, da bola, dos hinos, dos uniformes, de defender meu time e esculhambar os rivais e de determinados jogadores independente de seus times, não, não sou Maria chuteira, gosto como homem gosta, dá para entender? Deve ter alguma ligação com aquela história que já contei aqui de meu pai contar com que eu fosse um menino.
Joguei muito futebol na área do prédio onde eu morava, com meninas e com meninos, com direito a chutes nas canelas, pernas cheias de perebas, palavrões e discussões por causa da distâncias das sandália que faziam o papel do gol. Entendo algumas coisas, muitas na verdade, mas o que não se explica é a parte que mais gosto. A paixão, que tão bem foi descrita e não explicada em umas das crônicas do livro de minha amiga Ana Paula.
Nesse final de semana a final do campeonato da Liga dos campeões me fez torcer fervorosamente pelo Bayer. Virei alemã por um dia e me senti vitoriosa com a vitória do time, com a vitoria pessoal do jogador Robin. Futebol tem isso o cara vai de herói a vilão em um chute. Mas a parte que mais gostei foi a torcida do Borussia aplaudir a vitória do Bayer. Lindo!
Não podia deixar de falar de Neymar que é o assunto da vez no mundo do futebol e que a habilidade dos pés é inegável. Que as cifras e o peso da camisa do Barsa não tirem o jeito e ginga moleca dele. Quando Neymar faz dribles e gol´s eu vibro sem ser santista, detestando cada corte de cabelo dele, cada queda fingida e torcendo para ele dar show na seleção, nem que seja em um joguinho só.

7 comentários:

  1. Oii Tina, meu pai tbém ama futebol, torcedor fervoroso do Fluminense, já foi a 12 copas do mundo, a primeira ele tinha 20 anos nunca mais parou, as malas já estão prontas p a Copa das confederações rsr 71 anos cheio de histórias p contar rsrs se quiser agrada-lo basta falar de futebol com ele rsr Bjoosss Amiga vou viajar e aproveitar p dar uma pausa no blog, volto por volta do dia 10 de junho, Bjoooosss e até a volta!

    ResponderExcluir
  2. Tina,eu gosto de futebol e do meu time Fluminense!
    Gostei muito do Bayer ter vencido torci para eles ganharem.
    Beijinhos com carinho
    Pedro
    Tina, essas foram palavras do Pedro digitando! Ela adora futebol e o basquete do Chicago Bulls !
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  3. Oi Tina, passei para desejar que seus caminhos permaneçam
    sempre iluminados para que você
    possa continuar a iluminar também
    aqueles que têm a oportunidade de
    trilhar com você um trecho desta
    longa jornada!
    Um Domingo abençoado e um início de semana na paz de Deus.
    Abraços, Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  4. Bom, eu sigo sem entender, sem sentir a paixão, apenas admirando, comprando chuteiras para o filho e me surpreendendo com a habilidade das pernas magrelas da Júlia!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Tina, legal o seu modo de torcer. Isso é que é correto. Você valoriza o ser humano que faz a torcida vibrar. Da mesma forma eu virei "alemão" do Bayer.
    Bonitinho o incentivo da torcedora. Valeu!
    :)
    Manoel

    ResponderExcluir
  6. Ser torcedor (de time que ganha, de time que perde...) é algo emocionante! E a beleza do drible, do passe, do gol... nem se fala! É mesmo algo "coletivo": o time e a torcida! Uma ótima semana pra você. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Meu marido é apaixonado por futebol, ou melhor, pelo time do coração (Cruzeiro) e agora que tenho mais tempo livre e morando em BH, virei companheira de ir ao estádio aos domingos. Torço, vibro com as pessoas à minha volta, gosto de comer o "churrasquinho de gato", o feijão tropeiro. Mas não sei como está acontecendo em outras sedes onde a Fifa começou a mandar, mas por aqui eles conseguiram acabar com todos os nossos hábitos e rituais de torcedor. Os tais "administradores" da nova arena parecem nunca ter assistido a uma partida de futebol e criaram tantas novas regras que hoje o que mais fazemos é criticá-los.

    ResponderExcluir