24 de maio de 2013

Por uma doce sexta-feira

Sequilhos
Esses estão moreninhos como eu gosto
Enfileirados e açucarados 
Em saquinhos pequenos que cabiam uns 6 
Eram compra certa e baratinha 
Na cantina da escola onde estudei

Rosquinhas de goma, de nata, de batata doce
Gosto de todos os sabores
Só de ter formato de rosquinhas já gosto
Será porque me lembra Donuts que eu adoro?
Será porque me lembra meu pai?
Que sempre fez biscoitinhos em forma de rosquinhas
E bolinhas marcadas com as costas de um garfo 

Amanteigados Romeu e Julieta
Huuummm!


Depois de todos esses biscoitos, um café e uma proza. Já parou para pensar que toda comida, prato, belisquete tem uma história? Se não popular, clássica ou registrada, pessoal e pitoresca. Falei na segunda de uns biscoitinhos chamados paciência por aqui e com outros nomes por ai e a medida que escrevia a postagem outros tantos biscoitinhos me vieram a mente, da infância, dos dias de hoje, locais, inter-estaduais, internacionais, caseiros, industriais e por ai lá vai.
Tenho vários desejos gastronômicos de viagens e você? Outro dia até surgiu esse assunto em uma conversa entre amigas, que há turismo de lugares, de pessoas, gastronômicos, de compras, de recordações, de trabalho, de comemoração e de muita coisas juntas também. Em Portugal por exemplo se não voltar gordinha, volto bebendo água por meses de tanto doce que planejo comer.
É interessante quando se puxa um papo sobre comida, todo mundo tem algo a contar, dizer, um prato, uma receita, uma história e uma coisa puxa outra e a fome aperta e as lembranças se misturam como ingredientes de massa, molhos etc.
Palmier´s, foram os primeiros biscoitinhos a virem a minha mente no dia do post das paciências. Na verdade eles não são biscoitinhos, são biscoitões, massa folhada, açucarada, que sou apaixonada, mas não achei nenhuma imagem que gostei. As imagens selecionadas acima, com minhas descrições, são um apanhadinho de biscoitos que são do meu livro de histórias, sou mais de comer do que de fazer, por isso não estão no livro de receitas, risos.
O caminhão da Tostines é pelos comentários que tenho mandado para a amiga Ana Paula, sobre o livro dela, clica aqui para conhecer e adquirir, super-recomendo. Eu tenho mandado minha opinião e relatos das minha leituras e no assunto do e-mail coloco: Leitura a granel, e a palavrinha granel a remeteu aos tempos em que ela comprava na mercearia biscoitos Tostines a granel em saquinhos de papel de embrulho.
Uma sexta de lembranças, gostos, aromas, sentimentos bons a granel e em atacado. Um final de semana com simplicidade, gosto bom e histórias de pão fresquinho, biscoitos, balas e doces em sacos de papel.

23 comentários:

  1. E claro entre tantas opções, todas tão poéticas, eu fui me lembrar dos biscoitinhos da tia Josefina, que eram feitos sempre nos domingos às quatro da tarde. O nome? Ceroula virada. Na massa, um tiquinho de pinga. A alegria acho que nem era provocada pela pinga, mas pelo nome das gostosuras e pela aglutinação de muita gente em volta da tigela.
    Comentários a granel me trouxeram essa imagem maravilhosa do caminhão da Tostines. Muitas vezes eu o via parado em frente à mercearia. Certeza de sair de lá com mais um pacotinho fresquinho.
    Sexta chuvosa por aqui. E como li seu post, acho que vai rolar uns bolinhos de chuva da Tia Nastácia! Aceita?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu vontade agora de algo menos poético e simples do que biscoitinhos e lembranças a granel. Ter um jatinho e dizer, tô indo :)

      Excluir
  2. Oii Tina, adoro sequilhos, lembro da minha infância, tinha uma amiga que a mãe dela tinha uma quitanda em casa, ela vendia as quitandas, a quitandaria funcionava na garagem, e nós ficavamos lá esperando uma brecha p "roubar" os sequilhos broas etc, adorava ir p casa dela nunca passava fome lá kkkk, lembro bem da Tostines, e lembrei tbém da mabel rsrs se um dia for em Portugal acho que vou me acabar mesmo é nos pastéis de belém rs bjoooss

    ResponderExcluir
  3. Ai meu Deus, eu que estou em pleno regime, babo quando vejo isso...
    São otimos para lanches... Lembro da minha vó, que adora fazer quando eu vou na casa dela ;)
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. É a memória que nos sustenta. É ela que nos ajuda a entender o passado, compreender o presente e sonhar com o futuro. É a base do nosso aprendizado e experiência. Uma única palavra – granel – fez você buscar todas estas recordações gastronômicas e chegamos a sentir o aroma e sabor que pensávamos estar perdidos.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, senti ate o cheiro aqui!!
    Otimas recordacoes dos biscoitinhos da infancia.
    Beijos e uma linda sexta.

    ResponderExcluir
  6. Oi Tina,
    Você aguçou minha memória gustativa! Quando era criança gostava de fazer esses biscoitinhos.Ficava na cozinha, me divertindo com as modelagens que inventava.Hoje, infelizmente já não tenho tanto tempo, mas quando sobra, fazer biscoitinhos me dá muito prazer.
    E os biscoitos tostines? Hum! Que saudades!
    Adorei a dica que você colocou lá no Simples Assim para aproveitar as sobras de pão.Deve ficar bem gostoso mesmo.
    Bj e ótimo fim de semana,
    Lylia

    ResponderExcluir
  7. É verdade. O tempo passa. Biscoito recheado a granel, que quer dizer justamente isso: sem embalagem. Sabe o que eu gostava? Daqueles suspiros grandes, coloridos artificialmente, e com confeitos. Hummm... Mas, como mineira, adoro mesmo é broa de milho e pão de queijo bem "quentim". Beijos e queijinhos de Minas. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo broa, na padaria aqui da rua vende uma de comer rezando

      Pão de minas, tb amo

      Afff!!! Sou uma Magali...rsrs

      Beijin quentim de calozrin daqui prôcê, com dendê e pimenta

      Excluir
  8. Hummmm....
    Amo rosquinhas,sequilhos,tudo isto rs
    Parabéns pelo espaço lindo aqui.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. E lendo seu texto me lembrei dos biscoitinhos de chuva da minha mãe e da minha sogra que ainda temperava com bananas... Huummmm...
    Doces lembranças!
    Beijos
    Vania

    ResponderExcluir
  10. Tanto docinho... que delícia! Na verdade, tudo tem a sua história e eu adoro histórias. Adorei o post!
    Bom fim de semana.
    Beijos
    Lita

    ResponderExcluir
  11. miam! adoro tudo isso e muito mais ;-)

    bjs e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  12. Tina, só de olhar seu post fiquei mais gorda!! Água na boca é pouco do lado do que estou sentindo!!
    Quero ver onde vou arrumar todas estas delícias para matar minha vontade ;)
    Sou louca por doces...
    Amei Tina... com certeza sempre temos histórias para contar sobre comida...!

    Beijos e um final de semana doce e delicioso para vc e sua família.

    Nanda

    ResponderExcluir
  13. OLÁ tina,

    sou seu mais novo seguidor e o faço por absoluta certeza de que a Bahia, merece muito mais de um carioca.

    E creia, saio daqui com uma fome incrível e vontade de devorar centenas de gostosos biscoitos.(rs).

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  14. Oi Tina!Gostava de comprar biscoitos a granel e ás vezes ainda compro na feira,só não exagero porque senão quem come tudo sou eu aqui em casa!...rss...muito deliciosas essas lembranças de infancia!bjs,

    ResponderExcluir
  15. Cheguei agora da rua, só de ver as imagens me deu vontade de comer.
    Que delicia de texto...
    Vou aproveitar mamãe aqui em casa e vou pedir para ela fazer algum biscoito, pode ser doce, pode ser salgado.
    Uhhh!!

    Beijos flor!

    ResponderExcluir
  16. Tina, que delícia esse post deu água na boca!
    Acabamos de chega da Feira do Livro. Pedro adorou! Ele estava lindo cantando a música de Vinicius de Moraes, "O Poeta Aprendiz"
    Beijinhos com carinho
    Pedro e Amara

    ResponderExcluir
  17. Que delícia isso e era bom, economizava embalagens e tanto papel pro planeta! beijos, aqui curtindo. Kiko e Gordo foram correr e eu dando uma geral aqui, beijos,chica

    ResponderExcluir
  18. Tina, hummmmm! Muito bom isso. Ler a postagem, compartilhar das guloseimas e o mais importante, observar as opiniões nos comentários. A solidariedade é total.
    Coisa boa ter todo esse pessoal aqui no cantinho, não é?

    Um ótimo final de semana :)

    Manoel

    ResponderExcluir
  19. Hey, Tina! Coisa boa, gostosa... ver, ler, falar, lembrar destes biscoitos! Diferentes doçuras, texturas, histórias... Hummm! Bjs.

    ResponderExcluir
  20. Vir aqui é lembrar das coisas boas que moram na saudade,o lado sossegado e aconchegante da mente, onde os cheiros trazem sorrisos e as palavras enchem o coração de carinho... Upas fortes e obrigada por me fazer recordar do que é bom : )
    Beijos Beijos Beijos
    Keila Gon

    ResponderExcluir