13 de junho de 2013

Por Santo Antoninho, crenças e fé

Santo do trio das festas juninas
Da crença de roubar o menino de seus braços
E só devolver depois do pedido realizado
Santo de lindas imagens barrocas
Da terra de nossos patrícios
Por tradição casamenteiro
Mas além disso é santo de casa
Que faz todo tipo de milagres
Que vai para cozinha ficar de castigo de cara para parede
Ou virado de cabeça para baixo
Que sacrilégio!
Muitos pedidos a Santo Antoninho minha avó fazia
Para arrumarmos emprego, pasarmos em provas e por provações
E todo ano aqui tem trezena na Igreja de Santo Antônio além do Carmo
Onde meu marido foi batizado
Lá tem coreto na Praça que ele brincava em sua infância
Muitas histórias felizes e tristes dali já ouvi ele contar
Algumas vezes na adolescência desfilamos pela pracinha
De braços dados orgulhosos de sermos namorados
Depois com os primeiros carros
Charangas que tínhamos como possantes
Que nossas lembranças sejam sempre tesouros
Nossa cultura valorizada
Crenças e fé alimentadas
Que Santo Antônio não deixe o pão de todo dia nos faltar
Que o pãozinho da reza na farinheira
Mantenha as nossas dispensas cheias
Que as rezas nas casas sejam abençoadas
Que tenhamos em nossos braços crianças salvadoras
E sejamos veículos de salvação, caridade, paz e bem
Amém!

13 comentários:

  1. E eu também digo AMÉM. Esta é uma linda oração e vou guardá-la com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Tina esse post parece uma oração, meu pai também è devoto de santo Antonio, e são francisco,e se "pegava" com eles para todas as atribulações do dia dia.
    sò o fato de contar para ele nossos aperreios, era jà um alivio.
    viva santo Antonio.

    baci

    ResponderExcluir
  3. Oi Tina, bom dia!
    Amém! Quando fala em Sto. Antônio sempre lembro de uma musiquinha de Festa Junina...

    Bjoooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que lindoTina! Ele é um santinho querido por todos. Eu sou tri fã dele, casamenteira pra danar,rs... Um lindo dia e que o pão realmente nunca falte para ninguém.Seria lindo!beijos,chica

    ResponderExcluir
  5. Oi Tina! Também sou muito devota de Santo Antônio, ele sempre nos atende as orações!
    Bjs
    Mel

    ResponderExcluir
  6. Tina, que assim seja. Santo Antonio, segundo estudos e pesquisas, é o Santo mais conhecido no nosso Brasil. Cada região o homenageia conforme ele é conhecido.
    Por aqui é tido como casamenteiro!
    Valeu, Tina.
    :)

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga, venha te visitar com muito carinho. Estou atualizando meu cantinho com lindos gráficos infantis.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi cumadi, vim retribui a visita e dizê que já cumi o pãozinho de Sto. Antonio hoji...

    kkkkkkkk que postagem mais linda essa sua Tina!
    Fiquei tão feliz em ler seus desejos e votos, voce é uma festeira e tanto em menina?
    Por aqui esse santo é muito querido, penso que o mais querido da trilogia, e não só porque é casamenteiro. Tem também aquela oração, chamada "responsório" já ouviu falar? Quando a gente perde alguma coisa e não consegue achar, reza o "responsório de sto. Antonio" que loguinho acha!
    Verdade....tenta!
    Vou ver se consigo a oração e mando por e.mail pra voce.
    É tiro e queda!
    Um grande beijo, obrigada pelo carinho sempre, e boa noite de Sto.Antonio pra voces todos aí.

    E vamo lá pessoar...a quadria vai começá!

    Tóinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a cantoria que mais gosto da reza, o tal responsório.
      Na voz de Caetano então é pura poesia.
      Não uso para coisas perdidas. Qd algo some por aqui peço a São Longuinho e prometo 3 pulinhos e 3 gritinhos ou então entro numa de rogada e digo que Buda disse (nem sei se isso é verdade...risos) que quando agente para de procurar uma coisa ela aparece.
      Beijos e cheiros juninos

      Se milagres desejais
      Recorrei a Santo António
      Vereis fugir o demônio
      E as tentações infernais

      Recupera-se o perdido
      Rompe-se a dura prisão
      E no auge do furacão
      Cede o mar embravecido

      Pela sua intercessão
      Foge a peste, o erro, a morte
      O fraco torna-se forte
      E torna-se o enfermo são

      Recupera-se o perdido
      Rompe-se a dura prisão
      E no auge do furacão
      Cede o mar embravecido

      Todos os males humanos
      Se moderam, se retiram
      Digam-nos aqueles que o viram
      Digam-no os paduanos

      Recupera-se o perdido
      Rompe-se a dura prisão
      E no auge do furacão
      Cede o mar embravecido

      Excluir
  9. Quando era menina gostava de ficar olhando as pessoas levando pão para Santo Antônio na igreja da minha infância. Gosto da história dos santos. Um dia desses comprei uma pintura de J.Borges de N.S.Aparecida. Nem sou religiosa, mas achei que ficaria bonita a proteção na parede voltada para a mesa das refeições! Então acho que creio não crendo ou o inverso.

    Um abraço com contornos barrocos! :)

    ResponderExcluir
  10. Recordações e boas histórias da infância me lembram Sto Antônio...hoje te festa aqui no bairro!
    Beijos Tina Flor e uma ótima sexta-feira !
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  11. Amo essa cultura e tradição..Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  12. Gostei do texto.
    abraços,
    http://www.cristinajaco.art.br

    ResponderExcluir