27 de junho de 2013

Ser como se é

Li outro dia algo que achei bem interessante e me identifiquei, dizia: "Prefiro que as pessoas não gostem de mim como eu sou do que gostem de como não sou". Para arrematar trouxe uma citação de Clarissa Corrêa: “Grande parte das nossas frustrações acontecem quando a gente espera que o outro tenha as mesmas atitudes que nós teríamos em determinada situação. Mas o outro é somente o outro. Ninguém é igual a ninguém”. Que bom! O que seria do amarelo se todos gostassem de azul, com o perdão da troca de cores da frase original.

12 comentários:

  1. Eu sou adepta do estilo "tente, invente, faça diferente" porque acredito que a mudança sempre nos leva em frente. Nos força a aprender o novo, a experimentar o que ainda não conhecemos e a isto eu chamo de renovação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou da ideia de que sim a pessoa deve se permitir e investir em mudar, mas ter nossa essência preservada, apesar das atitudes, modas, opiniões alheias, sermos como somos, quem somos, com qualidades e defeitos, é muito importante.

      Excluir
  2. Se todos nós fôssemos iguaizinhos, que chatice!!! Lindo post! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Ah! As expectativas que nos colocam ( e nós às vezes colocamos nos outros... ) frustam mesmo porque não correspondem à realidade.
    Adorei a leitura lá no pequeno caminho. Banhos, pés que crescem. Que eles encontrem a essência, façam diferente sem ser "ovelhinha vai com as outras".
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Nossa Tina, essa frase da Clarissa é a melhor!
    Terapia me ajudou muito a ver isso, que o outro é o outro.
    Adorei o post,
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Creio, que devemos sempre agir de acordo com a nossa consciência.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Verdade!
    ótima reflexão Tina! Temos que ser quem somos de verdade, não adianta tentar ser aquilo que não somos, só para agradar ou para deixar alguém "feliz"!!

    Beijos

    Nanda

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tina!

    Este post resultou conciso e muito bom, pouca conversa e comunicação importante, rsrs. Eu tinha visto a primeira frase numa daquelas mensagens do FB e já a tinha considerado muito sábia.

    Um beijo e boa tarde, girl!

    ResponderExcluir
  8. Sim querida, ninguém é igual a ninguém. Mas tem muito gente pensando que é, ou querendo que o outro seja.
    Não seria mais legal se cada um cuidasse de se aprimorar, de fazer o outro feliz, de tentar ser feliz sem aporrinhar a paciência do outro?
    Penso que também sou assim, e que com a idade a gente vai melhorando nesse quesito.
    Tem coisas que já não vale a pena ficar corrigindo, assim como tem coisas que ganharam uma importância desmedida.
    É assim a vida, um eterno aprendizado. Basta querer aprender e prestar atenção à aula.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. Quando mais nova tinha receio de dizer o que pensava por medo de magoar as pessoas, com a maturidade percebi que não poderia agir assim, hoje sou EU, claro respeito o próximo mas não faço nada que não queira para agrandar ninguém..ótimo post.

    ResponderExcluir
  10. Se fôssemos todos iguais e gostássemos das mesmas coisas seria a maior chatice. A beleza da vida é essa diversidade de gostos ,em minha opinião isso é que faz da vida um show.

    Bj

    ResponderExcluir
  11. Imagine se todos nós fossemos iguais!Que chato,né?
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir