30 de junho de 2013

Vozes e acordes

Ilustração de passarinhos verde, amarelo, azul e branco
By Calle Jane studio
Torcendo pela seleção na final da Copa das Confederações
E para o final das manifestações destrutivas
Práticas, tradições, maus hábitos de todo dia
Também para representar passarinhos cantadores e contestadores
Que cantam ou muito já cantaram e puseram-se a voar
Eu vi uma frase na busca de imagens para ilustrar esse texto: "O brasil é um país bom, só falta ordem e progresso" e um cartaz em uma dessas manifestações por ai que me inspirou a postagem e me remeteu a uma passeata imaginária de ilustres reivindicadores, que tocaram, cantaram, falaram e outros que seguem fazendo isso, nos palcos e na vida. A frase é do Rappa: "Paz sem voz, não é paz, é medo". Cabe como uma luva para o momento político e social que o Brasil vive e o interessante é que a frase é recente, mas outras tem muitos anos e continuam sendo contemporâneas, uma pena. Os slogans, gritos, protestos tem que ser cada dia outros, cada dia mais civilizados, maduros, culturais, motivacionais, sinais de que o básico já foi sanado.
Vi na minha passeata Chorão e uma profusão de cartazes: "Quem é de verdade sabe quem é de mentira". "Não menospreze o dever que a consciência te impõe". "A volta por cima vem na continuação". 
Para formar um trio de vozes e coro e homenagear um conterrâneo, no último dia do mês em que ele nasceu, chamo o interestelar Raul Seixas, para tocar, falar e fazer pensar, fazer os que usam máscaras tirarem ou nós tiramos deles e eles darem as caras a tapa, as suas mãos para obras, as mentes para evolução. Basta ser sincero e desejar profundo, somos capazes de sacudir e mudar o mundo e quando todos praguejarem contra o frio, fazermos a cama na varanda.
"É de batalhas que se vive a vida". "Prefiro ser louco em um mundo em que os normais constroem bombas". "Nunca é tarde demais para começar tudo de novo".
Para arrematar um desejo com rima: Que entre o que já se foi, como está e o que ainda virá, que entres essas e outras vozes, Brasil, acordes!

8 comentários:

  1. Lindo texto. Sempre achei muito triste um país que só se unia ao assistir um jogo. Verde e amarelo saia das gavetas a cada 4 anos. Queremos um país com menos desigualdades, oportunidades para todos, sem corrupção. Que esta explosão e seus excessos gere uma energia positiva e de participação.

    ResponderExcluir
  2. Queremos que os cantos sejam de PAZ! As manifestações não tenham "gaviões" infiltrados, deixem os pacíficos pássaros cantar! Mas cantem!!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Que bacana, Tina, amei o que você escreveu!
    Quem é de verdade, sabe quem é de mentira! Viva!
    Forte abraço, beijos e também uma linda semana!

    ResponderExcluir
  4. Oi Tina, sempre textos maravilhosos aqui!

    Bom domingo p vc!

    Bjooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Excelente texto, Tina!! Tomara que tudo se resolva pelo melhor, para bem de todos.
    Beijos, bom domingo, e uma excelente semana.
    Lita

    ResponderExcluir
  6. Acordes para o Brasil. Acordes de verbo e ação de despertar e acordes de melodias que exalam cultura e educação para o grito seja harmônico e não destrutivo.
    Beijo e na torcida pelo nosso Brasil!

    ResponderExcluir
  7. Não canso de dizer que vc é brilhante amiga...texto hiper criativo,verdadeiro..escreva um livro por favor...quero estar lá na noite de autográfos...bjs Sua amiga..Roseli

    ResponderExcluir
  8. Maravilhoso, Tina

    Acordes em DÓ de todos nós oprimidos, com muitos trinados em FA que façam os governantes cairem em SI fazendo de novo o SOL brilhar.
    Uma linda semana para você.
    Beijos.

    ResponderExcluir