25 de julho de 2013

Pelo dia do escritor

Dia 25 de julho comemora-se o dia do escritor, data promulgada após a realização do primeiro Festival do Escritor Brasileiro, promovido pela União Brasileira de Escritores, da qual Jorge Amado era vice-presidente. 
Registro minha homenagem a todos os escritores(as) citados e recomendados por mim, aos que nunca citei mas gosto, uma homenagem especial aos que escrevem poesias, aos que publicaram o primeiro livro esse ano, aos que fazem publicações em seus blogs e também aos que escrevem em cadernos e folhas de papel que as vezes ninguém lê.
Falando em escritores que nunca falei aqui, resolvi trazer um que nunca falei porque é uma recente descoberta: Moacyr Scliar é o nome dele, nascido em Porto Alegre, lugar que me lembra Chica, escritora e amiga (olha ele ganhando simpatia extra de mim). Era médico, além de escritor, duas lindas profissões.
Vou confessar que me empolguei e escrevi a beça. Como dizia na abertura de um programa da TV Cultura que eu assistia com meu filho quando ele era miudinho: "Senta que lá vem história".
Sciliar é autor de mais de 80 livros de vários gêneros, sendo as crônicas seu carro chefe. Em uma seleção de crônicas dele, reunidas em um livro chamado: A poesia das coisas simples, da Companhia das letras, organizado e prefaciado por Regina Zilberman, descobri que ele leu e gostou muito, como eu, do livro: O livreiro de Cabul, bom livro para ser indicado no dia de hoje, que embora eu já tenha lido está na lista dos que vou comprar um dia para minha coleção.
Como bem diagnosticou o médico escritor Scliar: "As pessoas que amam o livro, amam-no não só por seu conteúdo, pelas histórias que conta ou pelas ideias que expõe; as pessoas que amam o livro, amam-no também como objeto."
Não podia deixar de pontuar que comprei "A poesia das coisas simples" pelo nome e pela capa, embora acredite e valha para livros e pessoas, não se fazer julgamento pela capa, costumo comprar livros sem ler a descrição ou a orelha como geralmente se faz. A tal capa a propósito, é azul celeste e há passarinhos voando por ela. Recortei trechos de uma das crônicas dele, publicada por Moacyr Scliar em 1977 para trazer, segue:
"As perguntas feitas aos escritores são interessantes. Refletem a concepção de que a literatura se gera no escritório como resultante de uma conjuntura peculiar, de certas manobras, de determinados ritos...alguns escritores escrevem de pé (como Hemingway) e outros, deitados (como Proust)...Pergunta-se aos escritores como e por que começaram a escrever. Como, não é difícil de descobrir, mas o porquê, ah, o porquê."
São tantos porquês e "para ques", pessoais, coletivos, vocacionais, sensoriais. Palavras reunidas, garimpadas, enfileiradas, rabiscadas, digitadas, impressas, registradas, advindas de vivências, filosofias, fantasias, reflexões, relatos, sentimentos, sensações.
Scliar foi colunista dos jornais Zero Hora e Folha de São Paulo, escreveu e contribuiu com suas ideais e pensamentos para vários órgãos da imprensa e tem textos seus adaptados para o cinema, teatro, tevê e rádio, inclusive no exterior. Em 2003, foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras e em 2011 foi escrever no infinito azul celeste.
Para fechar, vou divulgar e divagar sobre o Plano Municipal do Livro e da Leitura de Salvador, do qual faz parte da construção uma amiga minha, Adriana Gonçalves Reis, para quem mandei algumas sugestões e hoje está havendo uma conferência, na qual novos passos serão dados. A quem morar aqui e se interessar pelo tema está feito o convite a participar do evento, que será na Biblioteca Thales de Azevedo, às 14 horas.
O mundo precisa de muitos e bons escritores e de acesso e incentivo a produção literária. As pessoas precisam de boas leituras, pois, na minha opinião somos o que comemos, lemos, ouvimos, assistimos e o mundo precisa de gente sadia, esperta, gente bem resolvida, com acesso a informação, com opões de interação e intervenções fora do virtual, de pessoas com opiniões a dar, com esperança em mudanças.
Minhas contribuições não são do tamanho da necessidade de acesso e incentivo a leitura que a minha cidade precisa, mas foram feitas no tamanho exato de minha crença de que se cada um colaborar dá para melhorar.

22 comentários:

  1. Parabéns pra ti e pra todos escritores aqui da blogosfera amiga! beijos praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Tina, adorei saber que hj é dia do escritor. E se tem alguém que merece os parabéns hj é VC, q escreve divinamente. Vir ao seu blog é sinônimo de adquirir conhecimento!

    Bjoooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, coisinha fofa. Vim agradecer e devolver o título que você deixou lá para mim. É que não mereço e nada fiz para isto. O que escrevo são desabafos somente para economizar na sessão de terapia.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Tina!!! É hoje! Você imagina como a é a gente ver de perto esse mudo dos escritores e as batalhas! Vc vive isso com seu irmão no mundo das filmagens e telas. Ontem minha irmã esteve com os escritores do Vale do Paraíba na cidade dela e já vi as fotos no Facebook dela, foi muito legal, mas ainda um evento pequeno e com poucos participantes, poderia ser bem maior imaginando os escritores que temos espalhados.
    Adorei vc dizer que somos o que comemos e lemos, hehehe, só vc Tina, é bem verdade, e temos que tomar cuidado pois a leitura boa influencia e a ruim também...
    Hoje é o dia! Beijos Tina Flor, obrigada pela força que vc sempre dá para o mundo da arte em geral!
    Nutellas com sabor de sopa de letrinhas!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  5. Boa escolha para lembrar o Dia do Escritor! Como você já sabe, ele merecia até o Oscar! :) Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em tempo, para quem não sabe, o filme As aventuras de Pi, baseado no livro A Vida de Pi, do canadense Yann Martel, é baseado (plagiado) do livro: Max e os Felinos, de Moacyr Scliar

      O escritor morreu antes de ver o sucesso do filme, soube do plágio mas não quis processar o plagiador que chegou a declarar que havia se inspirado numa "boa ideia estragada por um mau escritor brasileiro"

      O que fazer? Lamentar tal cara de pau e ler o livro com a história original

      Excluir
    2. Ouvi o relato do acontecido da própria boca de Scliar, em 2010, durante a Feira do Livro de Santa Maria/RS. Nunca imaginei que aquela seria minha última oportunidade de estar diante do escritor, mas sou feliz por ter escolhido estar lá naquela ocasião!

      Excluir
  6. Oi Tina!

    Linda homenagem à todos os escritores e aos amigos que encantam com seus lindos textos, contos e poesias publicados em seus blogues.

    O Dia do Escritor deve ser lembrado, homenageado e valorizado! Parabéns pra ti!

    Beijos!

    Selma

    ResponderExcluir
  7. Tina, passarinha e escritora, linda essa homenagem que você faz, incentivo, necessidade de boa literatura. Parabéns a todos os escritores que nos alimentam. Eu sou feliz por te ler!

    Lá nos idos passados, quando a gente ainda não se conhecia, eu fiz uma postagem no blog sobre uma crônica do Moacyr e recebi nos comentários uma surpresa: um cineasta que produziu "Colherzinhas". Passa lá para conferir! Bj

    http://ladodeforadocoracao.blogspot.com.br/2011/05/mais-colherzinhas.html

    ResponderExcluir
  8. Riquíssima sua homenagem, Tina! Bj

    ResponderExcluir
  9. Tina, sou leitor contumaz, devoro livros e gosto de tê-los, é a herança q deixarei para o meu filho. Já anotei o livro indicado na crônica, agora, qual livo do Moacir Scliar foi plagiado? Fiquei interessado, pois assisti o filme citado. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Max e os felinos é o nome do livro

      Excluir
    2. Obg, não havia reparado o título na resposta do comentário da Rovênia. Já a anotei, depois pesquisarei sobre o livro para comprá-lo.

      Excluir
  10. Tina, nunca li nada dele, vou colocar na lista. Ler é um prazer, uma viagem, uma aventura. O mundo precisa de mais escritores e mais leitores também ;-)

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Acessar seu espaço é como ter uma descoberta diária. Agradeço pelo carinho aqui e lá e digo que adorei não só a homenagem, mas também a montagem do texto. Com parabenizações, Moacyr e plano municipal do livro.

    Lendo aquilo que citou Moacyr, sobre escrever em pé ou deitado, lembrei-me de uma matéria de uma revista que assino. Colocava no ranking as manias dos escritores. Em primeiro lugar ficou Agatha Christie, que gostava de escrever enquanto estava na banheira. Achei interessante! Só não vieram tantos porquês, relativos a esse costume, porque a curiosidade só veio a publico postumamente, por meio de uma autobiografia.

    Ideias temos de monte. Precisamos de bons programas, projetos, que absorvam-nas e as coloquem em prática.
    Incentivar o próprio incentivo, que as vezes nem mesmo embasamento tem. É preciso dar cor e magia, subsidiar, acompanhar e saber o que está sendo feito.

    Hoje é muito mais fácil disponibilizar um trabalho para o mundo. Com a internet, nós podemos não só entregar ao leitor o que escrevemos, mas também interagir. Contamos com uma opinião pública, que está nos comentários ou nos e-mails, o que os autores de folhetins do século retrasado não tinham, a menos que esbarrassem no leitor por aí...

    Temos a tarefa de assistir os novos escritores e leitores. Incentivar, crescer e construir esse caminho.

    Parabéns pelo seu dia, Tina, que é brilhante nisso que faz! :)

    ResponderExcluir
  12. Muito bom Tina, acredito tambem em tudo o que voce diz. Mas as coisas estão mudando e os jovens já vem com outro olhar para os livros e escritores...
    Parabéns mesmo para todos que gostam das letrinhas fora da sopa, rsss...
    bjs
    vania

    ResponderExcluir
  13. Olá, querida Tina
    SIM, se não tivesse esperança, não adiantaria eu escrever tanto...
    Bjm festivos pra todos nós

    ResponderExcluir
  14. Muuuito bacana esse texto!

    Parabéns para vc que é escritora nata!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Tina, parabéns pra você que encanta todos com seu belos textos!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  16. Tina,um excelente texto e como é bom ter um escritor assim,como referência pra gente,do que se acredita,do que se sonha para um mundo melhor.Bjs e parabéns pelo dia do escritor!

    ResponderExcluir
  17. Boa noite!!
    Um texto maravilhoso, e viva todos escritores
    que com belas palavras nos encantam
    Abraços de bom final de semana
    Bjuss
    __________Rita!!!!

    ResponderExcluir
  18. Tina, você é não apenas uma grande escritora, mas uma incansável divulgadora e incentivadora da leitura e de tudo que se relaciona a cultura e a valorização de nossa língua, nosso povo, nossos costumes. Só posso parabenizá-la e agradecer pelo privilégio de tê-la em meu grupo seleto de amigos da blogosfera.

    Sobre Moacyr Scliar, carrego comigo a honra de ter estado com o escritor na última oportunidade real de fazê-lo, em 2010, durante Feira do Livro em Santa Maria. Como saber que logo ele partiria para escrever em outros mundos?! Fico feliz por ter aproveitado aquele momento que me rendeu, por sinal, uma crônica já bem antiguinha, perdidinha em meu blog rsrsrs

    Parabéns pela postagem, você é nota 1000, está de parabéns sempre, pois faz um trabalho enriquecedor! Beijos meus.

    ResponderExcluir