29 de agosto de 2013

Mira de Merida

Merida é a personagem arqueira do filme Valente, de quem usei uma ilustração e palavras recentemente por aqui em um post sobre arcos, flechas e sincronicidade. Eu sempre fui valente, as vezes até demais e em um outro post onde falei de meus planos de usar fantasias, alguém sugeriu que eu me fantasiasse de Merida, como a roupa dela é azul e sendo arcos e flechas algo que me fascina, comprei a ideia e de lambuja adotei o filme como meu, já havia gostado quando vi, mas passei a gostar um tantinho mais, pesquisei sobre ele e como prometido, segue o que garimpei.
Valente fala sobre a luta de uma adolescente para encontrar ela mesma e traçar seu destino. “Mais especificamente, é sobre a luta de Mérida para entender como o mundo a vê em comparação a como ela se vê. Coragem verdadeira deve ser encontrada dentro de você mesmo”, definiu Mark Andrews, diretor da animação da Disney Pixar. 
“A história de Merida é universal. Acho que muitas pessoas, adultos, adolescentes e crianças, todos vão se identificar com a ideia de querer escolher o próprio caminho e de, ao mesmo tempo, ter um sentimento de lealdade em relação à família", pontuou a produtora Katherine Sarafian.
Além dos arcos, flechas e valentia de Mérida eu tenho apreço pelos guias azulados e iluminados da história e li por ai que os diretores Andrews e Chapman foram à Escócia em 2006 para um trabalho de pesquisa e houve um mergulho pela afeição por parte deles com a cultura, histórias e crenças locais. O diretor disse: “Eles eram capazes de dar nome a cada árvore, rocha e colina, cada uma com sua história. Eles têm uma incrível tradição de narrativa em sua herança.” Sejamos valentes, fortes, alimentemos nossas crenças e espiritualidade, sigamos os bons guias e exemplos, os valores familiares e morais. Flechas nos arcos e mira nos alvos.

8 comentários:

  1. Que lindinho esse texto! Sabe que ainda não assisti a esse desenho! Preciso,não é? Beijos ao longo desta quinta-feira!

    ResponderExcluir
  2. Assisti e adorei.

    Adoro desenhos esse em especial fala muito da relação mãe e filha, que é complicada na maioria das vezes, mas tb é regada de amor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Que nossos focos sejam sempre o s do BEM e então, neles miremos nossas flechas! beijos,lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assisti. Mas eu tenho uma paixão enorme por animações com mensagens. Querendo ou não, elas são preciosas para as crianças. Nem tudo o que uma criança aprende vem dos pais. E as animações ricas em valores vêm a calhar nessa situação. Não sou fã de desenhos que representem guerra, violência e uso de armas. Sou a favor das fantasias, da busca pelo eu interior, da felicidade que é mostrada.

    E o mais interessante é que as animações não servem só para os pequenos. Levamos conosco, até com mais facilidade, a mensagem que passa o longa.

    ResponderExcluir
  5. às vezes temos que pagar um alto preço por nossa valentia. Ando preferindo ser uma linda ratinha dentro de um buraquinho na parede, saindo de vez em quando para espiar o mundo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Tina,
    Eu vi no cinema e fiquei encantada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Tina!
    Que saudade de te ler!
    E que coincidência você ter escrito sobre essa animação.
    Meu marido insistiu bastante para que eu assistisse com ele em suas férias e eu resisti um pouco, mas quando assisti me encantei com a história e com a protagonista.
    Acho certo dizer que com certeza muitos se identificarão com ela!
    Super recomendo!

    Um beijo!

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. É também uma linda história sobre mães.
    Adorei saber da Cristina Coragem!
    Beijo

    ResponderExcluir