6 de setembro de 2013

Pé de histórias

Ilustração que amei e de quem é não sei
Soube dias desses, foi de uma história do tipo vivida no Sítio do Pica-pau amarelo, narrada pela mãe de um amigo meu, a quem dei por conta do episódio, um codinome artístico: Bernardo Carrapato de Sabugosa. Clica aqui para saber do ocorrido.
Eu, como Emília Passarinha da Tagarela Solta, que sou e a irmã desse tal de Bernardo, como uma graciosa e linda Narizinha Magali das Jujubas, que é, bem poderíamos ser personagens das histórias que meu marido contava para nosso filho quando o já aborrecente, ainda era pequeno. Ele pegava personagens de histórias diferentes e partes das histórias, juntava coisas do cotidiano e fazia uma marmelada encantada.
Fiz um dia desses nomeações por ai num paralelo com os personagens do Sítio, Dona Benta seria Chica, a contadora de histórias, Neno e Santiago seus netos também ganharam seus papéis, que tomei alguma poção da Cuca (leia-se esquecimento) e já não me lembro mais quais foram.
Sim! Acordei infantil hoje, tagarela e com vontade de bolinhos de chuva, que ainda não provei e não arrisquei fazer pois não tenho mão boa para doces e queria que os primeiros fossem de primeira, de mãos de cozinheira aparentada com Tia Anastácia. Na verdade, na verdade, eu acho mesmo é que como falei em goiabas na postagem de anteontem, meu gaveteiro de memórias danou-se a mexer nos fichários e colocou na vitrola o vinil do Sítio e desatei a cantarolar em pareja com Gil: "Marmelada de banana, bananada de goiaba, goiabada de marmelo..." e costurarei todo esse blá blá blá.
Sem bolinhos de chuva, vou aqui comer goiabada com queijo na versão tradicional, já que também não tem na minha geladeira a versão americana, cheesecake, que adoro. Doce dia a todos e aviso: mais tarde tem outro post, que vai ficar aqui sob sol e chuva, todo o final de semana, para render bons frutos. Retripliquem por favor.

18 comentários:

  1. Que delícia ver tuas meninices e escritas... Gostei de ser >Benta e pelo menos as graxinhas dela, tenho,.rs...

    Neno e Santiago também nos seus papéis e Tu como CUCA?rs

    Adorei e desejo que todos,. grandes e pequenos nunca percam esse encantamento, a inventiva, as inspirações infantis.

    beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso aceitar o papel da Cuca, meu marido tinha medo dela.
      Emília me cai melhor, tagarela, elétrica e mais fashion e bondosa que a feiticeira verde :)

      Excluir
  2. Ah! Tina, bons tempos de infância a inocência, não é mesmo?
    Gostei!
    Bjs e excelente final de semana
    Ritinha

    Volto depois para ver a nova postagem antes de embarcar para 2 dis longe daqui.

    ResponderExcluir
  3. Lindo dia para você. Eu estou dispensando as guloseimas porque a balança tem mostrado que assim não é possível continuar. Mas vou colocar bastante açúcar no meu coração para o dia ficar docinho, docinho.

    ResponderExcluir
  4. oi Tina

    isso tem cheirinho de infância,ah eu gostava tanto de assistir.

    bjokas e um lindo fds =)

    ResponderExcluir
  5. Ah que legal esse ar infantil, cheio de alegria, de histórias!!
    E esse gostinho da infância hein? Hummm Doces, doces e mais doces!

    Gostei de passar aqui e receber essa energia!
    Acordei meio assim também hoje.

    Agora eu mando um: Logo de manhã, bom dia, logo de manhãã bommm diaa... (Estilo Zizi Posse!) Rsrsrsrs

    Xêro :*

    *Psiu: Já estou de férias da Facul!

    ResponderExcluir
  6. Quanta doçura por aqui! Acho que não vou resistir e comer goiabada com queijo de sobremesa. Humm... Beijos de bananada mesclados com marmelada! :)

    ResponderExcluir
  7. Hummm adoro bolinho de chuva. Tina, não existe segredo para preparar, é fácil e não tem erro... vc deveria tentar, assim a vontade passaria e vc iria amar!!!
    Adoreii... e dei risadas... saudades da Emília, D. Benta...

    Beijão, ótima sexta-feira branca e um ótimo final de semana!!

    Nanda Pezzi

    ResponderExcluir
  8. Bolinho de chuva é bom demais, vou ter que pedir pra vovó fazer e mandar uns aí pras bandas de Salvador! Garanto a qualidade, tá?

    Uma sexta doce! Volto depois do almoço [e da sobremesa].

    ResponderExcluir
  9. hummmmm, sempre achei que voce tinha um "que" de Emilia...sera porque prozeia demais....sei nao!
    esse negocio de prozea demais tem a sua cara, nao a Cuca! Chica (dona Benta!) nao faça isso com a menina, o marido dela tem medo da Cuca! vai que ...
    muito divertida sua postagem, como sempre, e eu adorei.
    Sabe, eu sempre me identifiquei com a Tia Anastacia, adorava cozinha desde pequena, e gosto ainda hoje. E amo aqueles medos, aquelas lendas, as maos enrolando no avental, tudo muito tenso...kkkkkkkkk ela me delicia!
    bom dona Emilia faladeira cantadeira bagunceira ardida Couto, um beijo com todo meu carinho e cheirinho de bolinho.

    ResponderExcluir
  10. Que maravilhoso post! Nunca devemos deixar morrer a criança que existe em nós...
    Beijos e bom fim de semana
    Lita

    ResponderExcluir
  11. Tina, obrigada pelo texto lindo que você deixou para mim, alegrou meu dia! 2013 está sendo um ano de muito aprendizado para mim, só que esse aprendizado está vindo pelas dificuldades e desafios, ou seja, do jeito mais efetivo, hahahahaha! O resultado disso? Estou aprendendo a mandar a ansiedade pro beleléu!
    Uma vez li um texto dizendo que o Chico Xavier sempre mantinha aquela frase onde pudesse ver sempre, para que se lembrasse que tudo passa quando está tudo mal, mas também quando está tudo bem! Obrigada pelo carinho de sempre ;-)

    Tb queria bolinhos de chuva... que delícia de texto

    um finde maravilhoso pra você
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Pensou que eu tinha o pó de pirlimpimpim e sumido e esquecido do post?
    De jeito maneira!
    Pode deixar o papel de Tia Anastácia comigo, sabe por que?
    Já consigo fazer bolinhos de chuva e nem preciso olhar a receita!
    Narizinho Magali das Jujubas disse que são os melhores do mundo.
    Ah se um dia pudermos ter um encontro, vai ser um teatro!
    Amei encontrar Santiago e Neno por aqui e eu, assim como seu marido, tremia de medo da cuca!
    Beijo em verde e amarelo.

    ResponderExcluir
  13. Tina, que delícia esse post é como bolinho de chuva quanto mais se come mais da vontade!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  14. Tina, voltei para dizer que adorei a Chica como Dona Bento e você como Emília!
    bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  15. Nesse exato retângulo branco, gostaria que pudesse se colocar uma foto. Seria dos bolinhos de chuva que acabei de cozer, como tarefa do dia terminada, para vir ao computador.
    E olha só o que eu encontro...
    Preciso de um livro do teu blog.

    ResponderExcluir