9 de setembro de 2013

Fins, começos e recomeços

 
"Resgate suas forças e se sinta bem
Rompendo a sombra da própria loucura
Cuide de quem corre do seu lado e de quem te quer bem
Essa é a coisa mais pura" 
Postei aqui na ocasião da partida de Chorão, da banda Charlie Brown Júnior, pelo pesar da ida de uma pessoa jovem, talentosa, poética, de uma banda que eu curtia. Li na Revista Rolling Stones, a seguinte definição sobre o que aconteceu com o músico:
"Vivendo no limite e buscando incessantemente respostas, Chorão alcançou o sucesso, colecionou fãs e propagou mensagens. Mas nada foi suficiente para que ele conseguisse salvar a si próprio."
Hoje com a notícia da partida de seu companheiro de banda, Champignon, que assumiu o seu lugar de vocalista na nova configuração da banda, rebatizada de A banca, de súbito liguei para minha sobrinha de 15 anos, que gosta da banda, das músicas (gravei várias para ela) e que com 15 entende menos ainda que eu o porquê dessas coisas, de como e porquê as pessoas se perdem, maltratam a si e aos outros, se drogam, roubam, matam, tiram suas próprias vidas. Tanta gente lutando para viver, parece louco. E é! Achei que era meu papel falar alguma coisa. Como nas letras cantadas e escritas se ensina uma coisa e na própria vida não se pratica? Discurso e ação em desalinho não é um bom caminho. 
Penso que ninguém é juiz, perfeito, imune a desespero, erros, para julgar, criticar, explicar o que perpassa por um conjunto complexo de coisas, mas podemos tirar sempre lições dessas notícias e de acontecimentos mais próximos de nós, do descontrole da vida de pessoas a quem queremos bem, do labirinto mental, degradante, limitado em que se metem. 
Fechar os olhos, nem julgar são boas opções, abrir os olhos, abrir o fichário e bater o carimbo, ascender o alerta e orar por quem sofre perturbações, por quem partiu cedo, por quem desperdiça o milagre da vida, que há regras básicas, não há mistérios ou algo mais, é isso mesmo e é muito, é suficiente: acordar, dormir, trabalhar, se divertir com moderação, enxergar o valor, o prazer e a beleza das coisas simples,  saber perder e ganhar, comer, rezar, amar.

11 comentários:

  1. Ligar para sua sobrinha foi ótimo. Nessa idade, nós começamos a ter o contato com o mundo como ele é. E é uma tarefa um pouco difícil, mas cabe a nós ajudar quem está começando. Afinal, o gole de esperança diário não é uma atitude completamente paciente. Somos também a parte ativa, devemos apostar nos pequenos e dar apoio para que todos juntos possamos mudar o rumo dessas histórias.

    Mais valor a vida é fundamental. Precisamos!

    ResponderExcluir
  2. Triste, muito triste...
    Cada um de nos sabe o que realmente sentimos. As vezes demonstramos diferente, dificultanto que as outras pessoas percebam.

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Tina, essa notícia foi realmente muito triste... Como você disse, não nos cabe julgar, mas a essa altura da minha vida, acho tão importante uma pessoa buscar a felicidade antes de tantas outras coisas! Infelizmente os valores são outros, aparência é tudo

    Sei lá...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. O problema é que nem sempre cuidamos de quem "corre ao nosso lado e de quem te quer bem" e somos sempre surpreendidos por gestos de extrema desilusão com a vida.

    ResponderExcluir
  5. Triste, porém são fartos que ocorrem e que não nos cabe julgar, porém seria tão bom se fosse diferente!...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Triste fato esse com o qual acordamos. Mas soubeste deixar uma linda mensagem aqui! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  7. Olá Tina Flor...Adorei o que vc escreveu, perfeitas colocações e pensamentos! Como entender a vida, as decisões de vida e as pessoas...
    Lembrei do filme Comer rezar e Amar, que para mim é um filme repleto de recomeços.
    Beijos, nutellas e desejos de uma ótima semana!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida Tina
    O suicídio é um mistério... não condeno as pessoas que age assim... só Deus saberá...
    Estou vendo agora no noticiário...
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  10. A Terra gira e não percebemos. Precisamos levar a vida nessa cadência. É difícil, mas é sábio. Eu tento, quando me apresso, recuo, e me culpo pela impaciência que maltrata. :)

    ResponderExcluir
  11. Perfeito post amiga....bjs Roseli

    ResponderExcluir