28 de outubro de 2013

Baobices

Descobri em minhas pesquisas uma história da história de um dos livros mais lidos no mundo e um dos meu preferidos: O Pequeno Príncipe. Antoine de Saint-Exupéry, autor da obra, foi piloto de avião e teria passado pelo Brasil em julho de 1939, a caminho da Argentina e o escritor Diógenes da Cunha Lima, afirma que Natal foi a fonte de inspiração de Exupéry.
Essa afirmação se revela nas ilustrações das dunas, das estrela-cometa (uma imagem típica da cidade), das falésias, de um vulcão (que seria o Pico do Cabugi), além e principalmente do simbólico baobá.
E é por conta dessa história, de que o livro tem laços com a cidade que um baobá local foi batizado de Baobá do Poeta. Vale pontuar que não é esse que ilustra o post, ele, que suspeita-se foi a fonte da tão célebre obra, dizem, é muito mal cuidado e fica localizado na Rua São José, em Lagoa Nova.
Li por ai que em maio de 2009, um sobrinho de Exupéry em visita a Natal disse que aquela era a primeira vez que ele via de perto um baobá e teria confirmado que foi aquele exemplar o inspirador da obra do tio. No Brasil, existem poucos exemplares da espécie de origem africana, pelo sim pelo não, amo o livro, o príncipe, as ilustrações, as reflexões, todos os baobás e rosas, como plurais e como ímpares.

9 comentários:

  1. Sempre aprendo por aqui e essa árvore é linda.Ótima semana, cheia de inspirações e cores! bjs chica

    ResponderExcluir
  2. Merecia cuidados o Baobá que teve tão ilustre visitante e a ele inspirou.
    Amei aprender aqui!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Amei o post!!!
    Venha nos visitar:
    http://meumundorosapynk.blogspot.com.br/
    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Lembrei de um livro da escola, lá da quarta série. Tinha um baobá. Achava uma árvore curiosa; ainda acho. Pequeno príncipe e paisagem brasileira? Que legal!

    Boa semana :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Tina

    estou atrasada nas minhas leituras rs...

    bjokas e uma linda tarde =)

    ResponderExcluir
  6. Oi Tina
    Amo muito esse pequenino livro (só no tamanho). pois sua história além de encantadora é muito valiosa e enorme em romantismo reflexões poesia.Gosto de reler _ esses baobás confesso que nao sabia ou não lembrava que temos por nossas terras ,e que fosse a fonte da inspiração do poeta.Boa surpresa!
    e eu amei foi a sua escrita , outra vez
    rs
    abraços Tina

    ResponderExcluir
  7. Oi Tina,

    Amo os baobás, tenho uma coleção de fotos deles, de todas as formas...
    É a árvore da vida!
    Também adoro o Pequeno Príncipe. a mensagem é maravilhosa.
    Bjs e ótima semana

    ResponderExcluir
  8. Oi, querida Tina! Sério? Não sabia nada disso e nunca vi um baobá no Brasil. Deu vontade de conhecer um de perto! Beijo. Volto depois para ler os posts perdidos. Estou como caracol... :)

    ResponderExcluir
  9. Será mesmo Tina! Mas de qualquer forma a árvore e a coisa mais linda do mundo!!! Acho demais e as vezes que li o livro fiquei a imaginar esta árvore! E a primeira vez que li, eu nem sabia o que era ou como era o baobá!
    Bjs Tina!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir