25 de novembro de 2013

Com sequências

Padre Fábio disse dia desses, em seu programa na tv, que passa no canal Canção Nova, que as ausências ocupam espaço e resolvi trazer essa reflexão para cá, pois acho que entender isso e aceitar é como arejar esses espaços e ter nosso interior arrumado, é como ter girassóis em nós.
Quando chega a época de Natal muitas pessoas sentem ausências, seja de pessoas, lugares, fases e até ausências do que nunca se teve. Eu lembro sempre de meu avô, por exemplo,  da presença dele nessa data e diariamente e não é com tristeza, pesar, com melancolia, não com uma não aceitação da perda, mas sim com aproveitamento sadio e agregador do espaço ocupado por sua ausência.
E esse aproveitamento das nossas ausências tem que valer para as grandes e as pequenas, as constantes e as pontuais, pela distância física por diversos motivos das pessoas que queremos bem ou pela falta de coisas não mais possíveis.
As vivências nossas do dia-a-dia são tesouros se assim arrumamos elas em nós. Eu, por exemplo, amo cortar unhas, se meu marido corta as dele sozinho para mim é como ir a uma festa e não me levar...muitos risos. Meu filho não me dá esse prazer prosaico pois roe todas. Meu avô era meu cliente assíduo, cortei muito suas unhas e também arranquei muitos fios grossos e dispersos de suas sobrancelhas. No quesito unhas ele era um bom garoto, mas em algumas puxadas de fios ele soltava palavrões bem feinhos.
Penso, que tudo marcante que vivemos, pessoas, lugares, sabores, acontecimentos, tudo tem espaço reservado em nós e as consequências e sequencias dos sentimentos e sensações devem ser de contemplação, como janela aberta e de movimentos positivos, como girassóis que miram a luz. Que assim seja!

11 comentários:

  1. Que assim seja mesmo,Tina!! Lindas as tuas palavras!! Aliás, escreves com o coração e deixas sair tuas lembranças, bons sentimentos! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. A memória é sentimental , é sim choramos as vezes pelo que pensamos e nem sempre sentimos.
    Gosto muito de te ler ,
    que os girassóis floresçam Tina, abraços

    ResponderExcluir
  3. oi Tina,

    sentimos falta das pessoas que são especiais. Levamos elas na memória e no coração.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Ah! Tina!
    Infelizmente as ausências doem, porem as lembranças boas sempre vem a tona e sorrimos.
    Lembranças boas que a nossa história nos faz pensar.
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  5. Lindas palavras querida Tina.
    Também sinto falta de vovô todos os dias, ele foi uma presença maravilhosa em minha vida.
    Sua reflexão é muito importante sempre, beijinhos no coração.

    ResponderExcluir
  6. Quando li o que escreveu, lembrei que nesse final de semana conversei sobre isso. Não sei se lembra, mas há um ano que escrevi um texto no dia do falecimento de um colega. E conversando com um dos amigos mais chegados, questionei como estava se sentindo. E tive como resposta que a tristeza já não tinha mais lugar ali e sim só as boas memórias. E agora percebi que é o mesmo que você nos escreveu. O ausente estava preenchido de uma boa forma.

    Bela reflexão, importante para sabermos levar a vida a diante, por mais difícil que seja.

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  7. Como as coisinhas pequenas nos fazem falta, não? Eu mesma sou saudosa com várias ;-)

    Amei o texto, como sempre ♥
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Verdade! Certas ausências são muitas vezes presenças dentro de nós...
    Bjs
    Vania

    ResponderExcluir
  9. Oi Tina,
    agora bateu saudade do meu avô, eu adorava pentear seus poucos fios de cabelo, e fazer uma espécie de arabescos em sua cabeça até vê-lo cochilar.
    Muito bonito e poético seu texto. É sábio preencher vazios por lembranças adoráveis.
    bjs.

    ResponderExcluir
  10. As festas de final de ano exarcebam as ausências. Então que possamos transformá-las em jardins de girassóis.
    Lindo, lindo esta reflexão.
    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Nossa Tina, gosto muito do Padre Fabio, mas a sua reflexão foi demais!
    Quanta beleza e profundidade nas tuas experiências…
    Aprendi muito com você hoje.
    Bjs querida e ótima semana

    ResponderExcluir