5 de março de 2014

Além

"Aos que se dizem mais santos, mais corretos 
Meu referencial é outro
Eu não me envergonho de pertencer ao último grupo
O dos que erram, dos que se perdem no caminho
Foi no silêncio da madrugada que Jesus solicitou os seus amigos
 Foi assim que Deus entrou na minha vida
Sem glória e sem garbo.
Eu nunca careci de milagres para nele crer
Nós nos construímos aos poucos
No que escolhemos dizer, ver, ouvir, sentir e pensar
É assim que o Reino de Deus se antecipa na história
Na subtração do mal
No movimento que fazemos para que o bem prevaleça"
Retalhos de uma pregação do Padre Fábio de Melo
 Que assim sejamos!
Que mais e mais pessoas sejam assim
Pensem assim, hajam assim
Por Deus ao nosso lado além de acima
Amém!

10 comentários:

  1. Lindas palavras essas e com todo o sentido e verdade! bjs, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  2. Importante alimento matinal, este que vc nos oferta em dose dupla de ricas reflexões, Tina.
    Carrego comigo a mesma impressão descrita, a de que Deus sempre esteve em minha companhia, naturalmente, sem glória ou garbo, apenas sendo a essência primeva da vida.
    Grata pelo compartilhamento.
    Uma luminosa finalização semanal por aí.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  3. Oi Tina... passeando pelo Blog Templo das Borboletas encontrei o seu... amei esse texto que nos faz refletir e não ligo em pertencer ao segundo grupo... os que erram ou percam o caminho, pois tenho certeza absoluta que o Sr. me fará companhia e acertarei o caminho que ele traçou para mim... mais cedo ou mais tarde. Uma ótima semana. Com carinho Regiane.

    ResponderExcluir
  4. Oi querida Tina, que lindo! É assim mesmo!
    Temos mesmo é que acreditar em Deus, só isso já basta para sermos felizes.
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga

    Que a fé em Deus,
    possa ser simples e gratuita.
    Fé pela necessidade de se fazer o bem.
    Sem cobranças de perfeição.
    Sem bônus de eternidades...

    Que o amor nos vista a vida,
    com as suas mais intensas cores...

    ResponderExcluir
  6. Amém Tina
    que o 'além' seja aqui pertinho de nós!
    abraços

    ResponderExcluir
  7. Tão cotidiano, tão rotineiro, Ele sempre presente. Sem alardes, naquele burburinho quase silêncio.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Lindo texto, palavras abençoadas que nos convidam para a reflexão.

    ResponderExcluir
  9. Reflexão muito bela e válida, em tempos em que se escorrega e se aponta o escorregão do outro... Belo dia, Tina!

    ResponderExcluir