7 de maio de 2014

Campanha dê a vez

Resolvi ser Embaixadora dessa campanha lançada aqui em primeira mão, porque esse pronome de tratamento: Embaixadora, tem um poder e um quê de realeza e não sei se um dia me chamarão para ser de alguma coisa, ai resolvi me intitular. A plataforma é a conexão que impera no momento presente, comum a avós, pais, filhos e netos que usam o celular para vídeos e aplicativos diversos, redes sociais de fotos, papos e em alguns casos para fazer ligações e receber. O que não é muito comum é a tecnologia do aparelho, a velocidade de conexão, a habilidade com acesso ao sinal de wifi público ou privado e tempo disponível de muitos dos mais velhos.
Então eis-me aqui para propor o projeto doméstico, familiar, escolar, pessoal e coletivo para o empréstimo de celular, também por dar a vez no computador, tablet e afins a pais, tios, avós. Para que as crianças e adolescentes ensinem as coisas com candura, que não criem uma conta para nós e usem, mecham, publiquem, comentem. O incentivo vale, o primeiro empurrãozinho ou atualizações vez ou outra, mas a coparticipação vale ainda mais. E não vale disfarçar, nem fazer bico, é bem assim que é o comportamentozinho de geral!
Nada de mãe compre o seu, de vó você não sabe e não tenho paciência de te explicar, de agora é minha vez (uma vez que agora é o tempo todo). Também, meninada de plantão, não só esperem as suas mães, tias, vós, vôs, amigos pedirem ajuda ou pedirem para usar seu celular ou outro objeto qualquer, ofereça. Muito chique ser gentil e desapegado!
No prédio onde eu morava, pouca gente tinha bicicleta e ai lembro bem de ter ouvido e falado muitas vezes: - Me dá uma volta? e também - Quer uma volta? E uma volta podia ser várias ou longas ou um ir e vir rapidinho que já valia, como já vale um tome aqui e publique algo, tire foto se quiser, comente no post novo daquela sua amiga que vi hoje. (adolescentes e adultos conectados veem tudo e dividem pouco tudo que veem, fala sério, desperdício isso, economia de compartilhamento verbal).
Por mais: - Filho me empresta o celular! (para não ouvir que não emprestam porque você não pede e eles estarem certos) - Neto amado, você deixa eu usar o computador uma meia horinha! - Filho preciso do computador para pagar uma conta! Por inéditos, constantes, simpáticos e contagiantes: - Mãe quer o celular? - Pai você não posta foto no seu instagram a quanto tempo? Posta uma nova! - Vô você tem publicado suas fotos no seu blog? - Vó, você tem comentado nos blogs de suas amigas? - Quer ajuda! - Quer usar meu computador que é mais rápido? - Mãe, tira foto disso aqui! - Tia você sabe fazer isso no seu Whats app? - Tio você tem coisinhas para mandar para seus amigos? - Vou te mandar umas coisas legais! 
#emprestar e vamos lá, ai, aqui, dar a vez e dividir, pais e mestres, tios, tias e avós, crianças e aborrecentes, repassem a quem é fominha, ou não é, mas tá ficando, ou conheeece alguém que é, mas não é para fazer como de praxe hoje em dia, curtir, comentar e não praticar, o olho cibernético escondido no inconsciente e reitor das benfeitorias fica de olho e soa alarme, se o seu não soar, veja isso, tem algo com defeito, um bug, uma pane na sua caixola e isso passa para o coração e apodrece ele, cuidado que assistência técnica de  má administração e partilha de coração ainda não existe não :)

11 comentários:

  1. Bom dia!
    Sim...vejo acontecer tudo isso que você falou e penso que os tempos mudaram, mas as vezes minha paciência não, hehehe! Meu filho não fica conectado, nem jogando, mas minha filha tem o celular dela e as vezes precisamos chamar até 5 vezes para obter resposta. Mas posso te falar o que mais me chateia? Receber amigos em casa que em meio a conversa, sacam o celular do bolso e esquecem da gente, digitando sem parar, então eu falo mesmo, "Por favor, devolva sua alma!".
    Beijos Tina Flor! E vamos conversar ao som de vozes, sem mensagens de celular, trocando ideias e experiencias!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  2. Muito bem senhora Embaixadora! Gentileza e desapego.
    Tão natural e envolvente, especialmente para os mais novos, que se esquecem de dar a vez, emprestar, ensinar com paciência.
    Texto seu que será lido mais tarde com a galera.

    Lembro-me bem da bicicleta emprestada por voltas: só duas, só mais uma!
    Que a tecnologia aproxime as pessoas! Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a plataforma eleitoral da Embaixadora!! Gostei muito! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá Tina como vai? Adorei o projeto, aqui em casa empresto celular para jogos da Alice, nada de comprar um para ela, o pc é de todos nós tanto aqui como na avó. Fazem fila os netos hehe. Olhe só amei sua visita e sua interação até compartilhei na fanpage do meu blog no facebook. Se vc tiver me siga lá Poesia do Bem, estou te seguindo aqui tbm, Bjs

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Embaixadora! Gostei muito, um abraço.

    ResponderExcluir
  6. oi Tina

    Emprestar é uma tarefa que temos que aprender desde pequenos.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. até para isso precisamos uns dos outros, né? ótima campanha ♥
    Ri muito com seu comentário lá no blog, minha querida!
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Queria muito ensinar a minha mãe a mexer nessa tecnologia toda, mas, infelizmente, ela está enxergando pouquíssimo o que praticamente anula a concretização da minha vontade.
    Mas, acho ainda, que posso compartilhar e emprestar de outras formas, não é?

    Beijos,
    Blog | Youtube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode Nina!
      Pode sim!
      E isso é muito comum, por questão de falta de visão, de falta de habilidade e agilidade exigidas ou outras limitações. mas ai com a telinha do celular ou de qualquer outro aparelho em mãos, abrir sites com textos, imagens, sons, para ler, mostrar e explicar, fazer ouvir, fazer o outro se sentir participando do que todos estão participando, se sentir interagindo com pessoas do outro lado do mundo, isso dá uma recheada, uma abertura de janela com ventos que sopram do desconhecido e de longe ao alcance das mãos, pelas mão de alguém, que é ainda mais fantástico, não acha?

      Excluir
  9. Ai embaixadora Tina,só vc mesmo! Uma grande ideia,especialmente hoje em dia em que tudo parece tão individualizado! Texto dez e iniciativa mil! bjs,

    ResponderExcluir
  10. Adorei a campanha Tina, o egoísmo também impera no mundo virtual, infelizmente…Precisamos dar a vez aos mais velhos, eles podem aprender e se divertir também.
    Bjs

    ResponderExcluir