12 de maio de 2014

Todo mundo pode?

Eu acho o máximo o incentivo e desprendimento do Ratatouille: Todo mundo pode cozinhar! E nesse mesmo conceito: todo mundo tirar foto, escrever, tal e coisa, coisa e tal. Mas, porém, contudo, todavia, não acho ser correto colocar em lugares comuns: fazer e ser profissional, ter atitude e ter talento.
Sem ofensa, tenho ouvido falar de tanta gente atualmente que faz Direito, por exemplo. Parece viral e o tal passar na OAB não parece ser tão fácil, mas isso parece não importar. É de sempre ser símbolo de status, além de vocação, fazer Direito e Medicina, doravante o acesso era restrito a poucos, não no sentido limitante, mas no sentido seletivo e consequentemente qualitativo dos profissionais formados. Oxalá que tantos estudantes e candidatos a exercer as ditas profissões façam a diferença, mudem leis e entraves, salvem vidas, descubram curas, modernizem o atendimento e procedimentos e ao mesmo tempo mantenham tradições milenares, protocolos, posturas.
Essa cronicalizada, além de por observação pessoal brotou de uma matéria que vi por ai por acaso, clica aqui para ler a íntegra, de onde recortei para trazer os trechos que seguem:
"Pois se alguém achava que estávamos mal, acabaram-se os problemas: no ar, um novo produto — a facilitação na literatura. “Simplificações Tabajara”, a nova onda. Peguemos Shakespeare e o simplifiquemos. E vamos “orelhar” Machado de Assis. E assim por diante. A vida imita a arte. Ou a arte imita o direito?...Só espero que isso não chegue na física e na química. Se chegar na medicina vou estocar comida...Incrível como perdemos os fundamentos e os sentidos. É essa praga da pós-modernidade que-ninguém-sabe-o-que-é. Pulamos da modernidade e caímos em um vazio recheado de simplificações,twitters, sertanejos-universitários e universitários sertanejos...Solução tabajara: uma nova versão de Júlio Cesar simplificado, na qual poderíamos ler: Cássio era um intrigueiro (=fuxiqueiro). Odiava Cesar. Para mostrar como Cesar era um sujeito bundão, contou para Brutus que Cesar não sabia nadar e um dia quase morreu de sede. Resumindo a fala de Cassio: Cesar se achava um Deus, mas era um incompetente e medroso. Nem nadar sabia. Ah: o Enéias do texto não é o “Meu nome é Enéas!”. Final: Brutus acreditou nisso e acabou com Cesar."
E desse desabafo e cutucada bem humorada, veio meu apoio, que vai ser o post de amanhã, a uma petição pública para impedir que se altere as palavras originais nas reimpressões e novas edições dos clássicos da língua portuguesa. Sem mais! Alguém de jure ? (expressão em latim de uso no Direito, que significa: opõe-se ao fato).

8 comentários:

  1. Esse tema é sério e bom brincar com ele, pois à sério, nada acontece nessa área. beijos,tudo de bom,lindo dia!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia,Tina,
    Eu tenho uma teoria de que o mundo está caminhando para o caos, e dessa explosão as coisas vão se clarear novamente, o bom censo voltará e o certo será o certo e o errado: errado. Bom...dizem que a esperança é a última que morre, então vamos torcer para que assim seja.
    Quando o trânsito se mostrar mais educado e gentil, é que os ares dessa mudança estará por perto.
    Que nossa segunda seja de bom censo.
    bjão
    mari

    ResponderExcluir
  3. Pode começar a estocar comida.
    : (

    ResponderExcluir
  4. oi Tina

    Cada um tem uma habilidade e uma vocação mais desenvolvida.
    Se tudo que a gente fizer, colocarmos um bocado de amor tudo muda.
    Eu prefiro a minha satisfação do que status.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Ola Tina Flor!!!
    Sabe que o professor de minha filha pediu que ela abrisse uma conta no facebook porque ele iria passar vídeos, trabalhos e tarefas pelo aplicativo agora! Pode!!!! Onde foi parar a biblioteca? Onde foi parar a reunião na casa dos amigos e na biblioteca para fazer trabalhos...e vou mais longe, logo mais a juventude não saberá o que ir até uma biblioteca!
    A modernidade veio pra ficar...e fico me perguntando como será daqui 20 anos! Pois se hoje nada podemos comparar com a década de 80, como será 20 anos a frente!!! Ó Lord...medo!
    Beijos Tina e esperança!!!

    ResponderExcluir
  6. Esse país está um caos, vou seguir teu conselho e vou estocar muita comida.
    Bjos tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Oi Tina, concordo com você, acho que os clássicos não devem ser simplificados e não apenas na literatura, mas principalmente em livros texto de base para estudos tão complexos quanto direito ou medicina.
    Acho também que não dá para fazer pesquisas escolares usando somente a Wikipedia, lembro de quando fazia pesquisas escolares e inclusive na faculdade, quando não existia ainda computadores…(a titia aqui é um pouco antiga), em que folheávamos as enciclopédias e livros texto à procura do tema da pesquisa e no meio encontrávamos muitos outros assuntos interessantes, o que enriquecia nosso conhecimento. Agora num clic você chega lá e perde todo o aprendizado da busca.
    Aguardarei seu post de amanhã
    Bjs

    ResponderExcluir