6 de junho de 2014

Partes de mim

Parte de mim é todo mundo
Outra parte é um punhado seleto de gente
Sou pedra e borboleta
Sou acertos certeiros
E erros corriqueiros
Sou multidão
E também sou solidão
Parte de mim pensa, pondera, planeja
Parte vai, fala, faz, delira
Sou de coisas 
Hábitos e gostos permanentes
Mas também de repentes
Sou do velho e do novo
De simplicidades e luxinhos
Parte de mim é grão outra parte passarinho

10 comentários:

  1. Aplausos e mais aplausos! Lindo,adorei! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Harmonizar, temperar, equilibrar a pluralidade! Gosto de gente que não é monocromática!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Tina linda! Que bela poesia escreveu,eu amei! bjs,

    ResponderExcluir
  4. Refleti, matutei e concluí que um texto assim só poderia ser escrito por alguém que por descuido e gosto pisa em poças d'águas e passa a mão em carros molhados de chuva :)

    ResponderExcluir
  5. Tina, demais essa poesia! Amei!!!
    Bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  6. Linda poesia, Tina ♥
    Desejo uma ótima semana para você, beijos =)

    ResponderExcluir
  7. Linda a sua poesia e você, mais uma vez, consegue usar as palavras de forma alegre e envolvente.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, Tina.
    Me identifiquei, acho que sou tudo isso também, e fica difícil administrar esses opostos.
    Linda poesia.
    bjão
    Mari

    ResponderExcluir
  9. Olá Tina,

    Linda, passarinho!
    Beijo

    ResponderExcluir