29 de julho de 2014

Sem conexões, pode ser?

Essa ilustração pescada na net, tem uma assinatura
Paúho é o que leio
Procurei e não achei nada sobre
Quem souber ou achar, trás pra cá
Como homenagem, dessas tipo sem motivo especial
E sem dizer o nome
Vi nela uma amiga, que gosta da cor laranja
Ela vai saber e quem souber pode dizer
Interessante observar e refletir como criança separa tudo, as percepções, os processamentos de sentidos e sentimentos, tudo divididinho. Não lhes ocorre simultaneidades, já os adultos tem a tendência e atualmente a agravância, de colocar tudo em uma vala comum, uma síndrome coletiva de simultaneidade, correlações, quase que uma mania de conspiração. Como diz uma nova personagem de uma das novelas globais: "- Aff com 3 f".
Vale pensar como criança, separadinho e sem muito questionar ou correlacionar. O bicho não vem! Vale olhar para trás, para frente, vale até olhar sem agonia para os dois lados, o que não vale, não tá certo, é querer olhar, ouvir, interagir com tudo a nossa volta. Olhar 360 é coisa de coruja, cada ave e cada macaco no seu galho, cada coisa a seu tempo, no seu lugar, nem sempre tudo conectado. E tenho dito! Barquinhos a navegar em rios ou alto mar, sem muitas voltas dar.

7 comentários:

  1. Adorei a imagem e não sei nada sobre o autor dela. Gostei de te ler e temos mesmo que deter nosso olhar nas coisas simples.legais,ainda que não consigamos tuuuudo ver!!! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. A imagem é linda, um encanto.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Que amor Tina!!
    Ainda quero voltar a ter o olhar de criança. Ingenuo e como vc diz: separadinho <3

    Beijãoooo

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto Tina! Fui longe com tuas palavras!
    Voltaremos aqui mais vezes!
    um abraço!

    ~Vanessa Vieira

    ResponderExcluir
  5. «...nem sempre tudo conectado» - é isso, acho que estou precisando "desconectar" mais - rrrrssss - está fazendo falta.
    bj

    ResponderExcluir
  6. Sabia que eu já tive cabelão assim?!
    Um riacho de águas cristalinas e calmas ter uma mente assim sem agravamentos.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. sim, vale ficar sem conexão. Há um tempo ando dividindo melhor (será que é melhor?) o meu tempo para não deixar coisas sem fazer, adiar o que não gosto de fazer mas é preciso porque ficar conectada sempre nos absorve muito. Assim, quando visito "azamigas" leio tudo o que ainda não vi e vou deixando os meus recadinhos.

    ResponderExcluir