27 de agosto de 2014

Do que está contido em tudo

As artes e as sabedorias populares qualificavam as tradições e acho que é papel tanto dos órgãos públicos, quanto de empresas privadas e de cada um, não deixar que se percam, de passar de geração em geração, sejam as artesanias, histórias, lendas, hábitos, danças, culinária, sempre valorizando e entendendo o primitivismo das coisas como um tesouro.
Os personagens folclóricos, tradições religiosas (independente de qual seja nossa religião, como símbolo cultural), as estampas, texturas, hábitos, crenças, o vocabulário, tudo isso são símbolos, como são os monumentos, árvores, animais. Tudo pertencente, presentes com e sem data no calendário, cada coisa com sua riqueza, pobreza, beleza, feiura, grandezas e pequenezas. Tudo próprio do coletivo e de cada um de nós. E tenho dito!

6 comentários:

  1. Há tanto em cada coisinha que pelas nossas mãos passaram, ou de nossos antepassados. Saibamos deixar algo assim para os que chegam. Lindo te ler! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Em cada coisa a arte, a lembrança de uma vida, o retrato de nossa alma. Amo coisinhas ; Bjs tem novidade no blog

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente acho que estão se perdendo cada vez mais, né? Mas o que não está se perdendo hoje em dia nesse mundinho com valores cada vez mais descartáveis? Me deixa triste isso...
    A foto é uma graça <3

    ResponderExcluir
  4. Acho tão triste essa falta de "valores". Tudo bem, precisamos preservar a natureza e os animais, e eu sou totalmente a favor, mas tb sou a favor da cultura que cada dia se perde...
    Concordo com vc <3

    Beijos Tina gatona!

    ResponderExcluir
  5. São estas coisas que vão contando a história de um povo que realmente fez e faz a história...
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. É a tal da modernidade que vai modificando, destruindo ou não dando importância aos nossos valores culturais.

    ResponderExcluir