21 de agosto de 2014

Dos divinamentos

"A ciência pode classificar e nomear os órgãos de um sabiá
Mas não pode medir seus encantos
Quem acumula muita informação
Perde o condão de adivinhar: divinare
Os saibás divinam"
Manoel de Barros
Por uma quinta de divinamentos

6 comentários:

  1. Lindo Manoel e lindo divinamentos.ADOREI os ninhos...Beleza de post, mais uma vez! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Bom diaaaaaaaaaaa

    Qto mais buscamos informações acabamos deixando de ver a beleza das coisas e nem tudo na vida tem explicação.
    “Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas.” Eclesiastes 11:5.


    Uma quinta de divinamentos pra vc

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Que lindinho. E um viva para a menina dos passarinhos que carrega nas palavras o encanto das aves.

    ResponderExcluir
  4. Por uma vida com divinamento!!! #EuPreciso

    ResponderExcluir
  5. Divinitudes espargidas são como flores ao vento, levam cor e beleza, enfeitam o pensamento.
    Doce Manoel, dulcíssima Tina...floridas presenças.
    Bjos,
    Calu

    ResponderExcluir
  6. Que encanto esses ninhos e encantador. Manoel de Barros!
    Amei!!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir