6 de agosto de 2014

Fora da caixinha

Os antropólogos acreditam que temos que conhecer mundos diferentes para entender e explorar melhor nosso mundo. Isso é muito verdade e vale para praticar em mundos e buscas macros e micros, tipo o mundo de outra pessoa, outro bairro, cidade, estado, país, outra religião, outras culturas e também, o mundo contido em outras leituras, estilos musicais, outros filmes, em outro restaurante além do que habitualmente vamos, outra padaria, cinema. Pensar, experimentar fora da caixa, como se diz.
Pergunta: Você sabe de onde veio essa expressão? Conheço algumas explicações (adoro histórias que tem mais de uma história). Uma, bem limitada, define que significa pensar fora de seu quadrado, sendo que cada pessoa vive dentro de um, de uma caixa. Uma outra explicação ilustrada, mais interessante, corporativa, criativa, surgiu de um desafio em uma dinâmica de grupo, em que o participante tinha diante de si três caixas de fósforo, uma com fósforos, outra com mini velinhas e outra com tachinhas. A tarefa era pregar num quadro de cortiça todos os materiais. Tempo...barulinho de cigarra...música de suspense. Peeemmm! Alguém abriu uma das caixinhas de fósforos, pregou a gavetinha com uma tachinhas no quadro, riscou o fósforo ascendeu uma vela, pingou a cera dentro da caixinha, pôs a vela lá e o fósforo ao lado. Descrição da solução: a pessoa pensou fora da caixa.

8 comentários:

  1. Olá! Amei a histórias da caixinha hein! Voar além do nosso campo seguro é sempre um desafio, acho! abração

    ResponderExcluir
  2. Adoro histórias . Muito bom pq elas desenvolvem a imaginação e a criatividade com esta aqui. Bjs e passa depois no Poesia

    ResponderExcluir
  3. é, eu já tinha ouvido falar dessa história da caixa de fósforos ;-)
    concordo, a gente tem que expandir os horizontes lendo, viajando, etcetcetc

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Achei muito interessante, a criatividade é a chave,não é?
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Confesso a minha incompetência porque mentalmente tentei reproduzir a dinâmica e não consegui. Eu fiquei sem entender de onde surgiu o "cobertor". Dá para explicar para a "burraldina"? Melhor desenhar,,,

    ResponderExcluir
  6. KKK...Pensar fora da caixinha não é pra qualquer um! Gostei da experiencia e não sei o que faria nesse caso! bjs e ótimo final de semana,

    ResponderExcluir
  7. Oi Tina!
    Pensar fora da caixinha é para aqueles que conseguem enxergar com a 3a.visão, veem além, mais do que aquilo que está ao redor.
    Muitas vezes isso só ocorre quando ficamos mais velhos e percebemos que somos todos iguais nesta terra, por isso é importante olhar mais pros lados, se envolver, ajudar, pensar fora da caixinha afinal.
    um grande abraço carioca


    ResponderExcluir