13 de agosto de 2014

Por mais Gils

Eu estava assistindo a um programa de auditório e ouvindo Gilberto Gil falar, esperando ele terminar cada frase, concluir o raciocínio, no tempo dele, com pausas de notas musicais e olhos nos olhos do apresentador. Fala mansa, argumentos simples, cuidado em escolher as palavras. E nas entrelinhas de minha audição e admiração, o lamento, pela certeza de a maioria das pessoas não param para ouvir pessoas que falam assim, além da lamentável constatação de haver bem poucas que falem assim; com cadência, olhos nos olhos, tom suave e poesia.
Praticasse com normalidade não dar atenção, do tipo ouvir e não escutar, divagar ou até mesmo fazer algo ao mesmo tempo que alguém demora para falar.
Adoro ouvir  Gil cantar, falar, opinar sobre diversos assuntos, ver ele na idade dele ainda e com todo gingado, sambar e vim aqui para desejar aos quatro ventos: mais Gils, para falar do novo trabalho dele, fazer merchan sem ele nem saber e sem nada em troca ganhar, na verdade, se alguém ouvir e se alegrar e o horizonte ao som de suas voz e letras das canções alargar, para mim já é recompensa.
O trabalho novo é uma homenagem ao também baiano João Gilberto, que o nome é pura criatividade: Gilbertos samba. E a medida que escrevi me perguntei, será coisa de Gilberto falar manso? Uma quarta mansa, bamba e boa!

11 comentários:

  1. Também gosto de ver e ouvir o Gil falar com sua cadência e ginga até nas palavras. E , mais uma vez, gostei de passar aqui! Sempre vale e tu não te chama Gilberto,rs bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Não se engane amiga Chica, não me chamo e acho que não me chamei nem nas duas encarnações passadas, quem sabe na próxima...rsrs
    Escrevo manso para compensar, pois falo acelerado, muitas vezes sem pensar e alto, como uma autêntica ragatza em um efusivo almoço italiano, capiche?
    Beijos baianos :)

    ResponderExcluir
  3. rsssssssssss... Então imagina nós duas juntas? Eu sou tri tímida, quase morta, mas quando destrambelho,sai de perto! Depois que "aqueço" os motores... bjs, lindo dia!chica

    ResponderExcluir
  4. Ai falando de Gil, lembrei do sotaque baiano que é tranquilo e gostoso rs....
    O Paulistano fala tudo rápido e embolado rs...
    Temos que realmente parar e escutar mais as pessoas, hj em dia tanta gente conversa de forma automática sem emoção alguma.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. É a poesia do baiano _ lenta como pede o cartaz no jardim.
    Gosto do Gilberto Gil.. E das suas publicações sempre encaixando mensagens que elevam_ como essa de saber ouvir.
    abraços Tina

    ResponderExcluir
  6. infelizmente é assim mesmo
    as pessoas não escutam gente assim
    o que é uma pena
    Linda Tarde
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
  7. Tina,eu acho que falar manso é coisa de baiano. Veja Dorival Caymi tb, Gal, Bethania, Caetano, tem tantos que falam tão bonito! Eu adoro o jeito de ser de vcs baianos. Tudo tranquilo, leve e cheio de amor: como o querido Gil que tão bem colocou em seu texto. Adorei! bjs,

    ResponderExcluir
  8. Há pessoas especiais que aprendem a pausar o tempo, dar-lhe o tom adequado, fazê-lo aliado. Beijos! :)

    ResponderExcluir
  9. Tina,acho que todo o baiano tem fala mansa. Adoro pessoas que falam assim pausado cantado.Belo texto! bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  10. Oi Tina, meu sonho é conseguir falar manso e devagar…admiro demais quem consegue pausar para ouvir o outro e a si próprio. Acho o Gil uma inspiração.
    Bjs querida e ótima semana
    Aqui está um frio danado e uma chuvinha fina, mas estamos precisando de uma chuva das boas, a seca está demais.

    ResponderExcluir
  11. Eu costumo falar muito e dou voltas enormes para contar uma história. Muitas vezes, quando termino, marido já está dormindo... minha fala mansa tem um efeito de sonífero.

    ResponderExcluir