12 de setembro de 2014

Movimentos contínuos



“Crocheta o melhor que puder
Um ponto de cada vez
Cada ponto é um dia na agulha do tempo
Depois de 12 carreiras de 30 ou 31 pontos
Terás 365 pontos
Em dez anos, cerca de 3650 pontos
Alguns são pelo direito, outros pelo avesso
Há pontos que se perdem
Mas que podemos recuperar
A lã que o bom Deus nos dá
Para crochetar nossa existência, é de todas as cores
Rosa como nossas alegrias
Negra como nossos sofrimentos
Cinza como nossas dúvidas
Verde como nossas esperanças
Vermelha como nossos amores
Azul como nossos desejos
Branca como a fé que temos nele”

Hoje vim compartilhar o link de um blog amigo, com fotografias da blogueira, introdução alinhavada de um poema colhido em algum canto por encanto e pontos em cruz  por mim descritos, dos trabalhos realizados por Flávia Bonfim, que administra o blog, oficinas de bordado, exposições, publica livros, fotografa circos, faz ilustrações e dá de brinde dicas e sorrisos nos diversos movimentos de realização dos seus sonhos e de arremate (com e as vezes sem a percepção das pessoas envolvidas), faz bainhas, cerzi, borda, aplica e customiza sentimentos, comportamentos e sonhos.
Trouxe a Exposição de um dos trabalhos que Flávia fez circular, na resenha da comemoração com minha mãe do dia das mães esse ano, clica aqui para ver ou rever. Essa resenha de hoje, resolvi escrever quando conheci ela pessoalmente, em uma outra Exposição, dessa vez das publicações dos livretos, ilustrações, quadrinhos e painéis de tema: O rosto é uma mapa, que amei a primeira vista e que fui com minha irmã, semana passada (ver aqui), prestigiar. Essa irmã que foi comigo, Susana, está participando de uma Oficina de bordado, fonte das fotos que ilustram o post. A mão tecendo pontos e o tecido sendo bordado da segunda imagem são dela. 
Como retalho aplicado com garbo (aqui), trouxe outro trabalho de bordado que minha amiga Chica me enviou o link via e-mail e que me apaixonei e usei a poesia de crochetar os dias, pois para mim é da categoria do costurar, assim como as artes do crochê, do tricô e da vida.
Por uma sexta-feira feliz, branca como a paz e a fé, forte e fina como linho, azul como a felicidade e os desejos, amarelinha, rosa, lilás, vermelha paixão e amor, costuradinha com linha boa, decorada de lantejoulas, vidrilhos, com remendos de contentos, chita, fitas, mãos que afagam, costuram, ajudam e tudo que for terapia, realização e alegria.

15 comentários:

  1. Que linda poesia do bordar e costurar pontinho por pontinho, nossos dias. Lindo tudo.,O blo amigo, onde fui e gostei, fui lá ver a outra publicação e adorei rever mãe e filhas felizes, agradeço o carinho e realmente o link que te enviei é um belo trabalho de bordar pela vida...

    Adorei,tudo! Linda 6ª feira ,cheinha de bons pontinhos pra alinhavar! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Quero bordar este post inteirinho num paninho só para mim!
    Lindo cada ponto na agulha, a linha, o tempo, o rosto ser um mapa.
    Dedicação, harmonia, cistomizar sonhos. Amei!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ops. Customizar ( deve ter um Sr Diminuto no meu teclado ).
    Abraços alinhavados com o cor de rosa dos sonhos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Tina...feliz e honrada com essas suas palavras....te agradeço o constante interesse pelo meu trabalho......quem sabe uma parceria brote dessa mútua admiração...

    um abraço e ótima sexta-feira!

    ResponderExcluir
  5. oi Tina

    esse trabalho deve ser gostoso né? Uma terapia.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Lindo post.
    A vida é como crochetar, têm pontos altos e pontos baixos, só não pode é esquecer do ponto fantasia, e o ponto segredo é fazer um lindo colorido de todos os pontos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Vejo em cada movimento das mãos um toque de amor, à arte, ao outro e a si mesma... Na para, é uma contínua vibração como a linha entrando e saindo do tecido e fazendo acontecer... Tal qual a vida.
    Amei
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Nossa, amei tudo! Eu também adoro bordar, costurar e crochetar….é tanto amor que se coloca em cada peça e cada uma tem uma história.

    Olha Tina, acho que você vai amar o filme , no final eu fiquei com lágrimas nos olhos de tanta emoção e esperança.
    Bjs querida e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  9. Muito bacana essa ideia de movimento, essa habilidade que impressiona e o resultado surpreendente, que são trabalhos muito bonitos.
    Ótimo fds!

    ResponderExcluir
  10. Contagiante acontecimento em versos bordados, por mãos caprichosas, em intensa comunhão...desenhos e artes entrelaçados e entrelaçando corações.
    Ternuras por aí, planam.
    Que vontade de estar junto :D

    Sonhos crochetados pra vc, Tina.
    Calu

    ResponderExcluir
  11. Que trabalho bonito feito com carinho.
    Gosto muito de bordar fiz muito trabalhos bordados.
    Adorei, grata por compartilhar.
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  12. Que legal este trabalho Tina!!! Adorei ver esta sala de arte maravilhosa!
    Uma oficina de bordado...para mim um sonho!
    Um ponto atrás de outro vamos bordando e desenhando a arte e a vida!
    Beijos e alegrias !
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  13. Irmã, obrigada por ter me apresentado o trabalho de Flávia... participar da Oficina de Bordado foi uma grande alegria, onde conheci um grupo maravilhoso que com certeza vai se reunir muitas vezes.

    ResponderExcluir
  14. Preciso dizer que amei o texto? Que visitei todos os espaços citados? Um encanto em cada canto eu encontrei.

    ResponderExcluir
  15. Que maravilha, beijo Lisette.

    ResponderExcluir