14 de outubro de 2014

Bordados, mudas, aprendizado e dica

"Chega um momento
Em que a gente se dá conta de que às vezes
Para sermos verdadeiros com nós mesmos
Precisamos ter o desprendimento para abençoar as tentativas sem êxito
Agradecer pelo o que cada uma nos ensinou e seguir
De que, às vezes
Para se reconstruir
É preciso demolir construções que por mais atraentes que sejam
Não são coerentes com a ideia da nossa vida
A gente se dá conta do quanto somos protegidos
Quando estamos em harmonia com o nosso coração
De que o nosso coração é essencialmente puro
Essencialmente amoroso
O bordador
Capaz de tecer as belezas que se manifestam no território das formas
De que, sabedores ou não
É ele que tem as chaves
Para as portas que dão acesso aos jardins de Deus
Vez ou outra
Quando em plena comunhão criativa
Entra lá
Pega uma muda de planta
E traz para fazê-la florescer no canteiro do mundo"
Ana Jácomo

7 comentários:

  1. Lindo bordado ,um amor e esse texto da Ana, maravilhoso! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. A ilustração, tão bordadinha, costuradinha é especial como o texto, tão rico em ensinamentos.Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Que bordado mais lindo desta bonequinha.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Fiquei encantada com tamanho bordado de Ana Jácomo e escolha sua para compartilhar com a gente <3

    Tina, essa tal de Nanda Pezzi que vc sitou lá no blog, ninguém conhece heheheh

    Beijão sua amada, e eu prefiro o sorriso de uma tal de Tina Bau Couto <3

    ResponderExcluir
  5. Ahhh Ana Jácomo, sempre com tanta sabedoria...amo os textos dela! beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Amei a imagem e o texto, gosto de tudo o que a Ana escreve.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. A imagem vai para o meu caderninho de boas ideias e o texto vou guardar no coração.

    ResponderExcluir