17 de dezembro de 2014

Dos fuviamentos

Imagem da web

Já falei aqui de Eurides
Uma ajudante de minha mãe que ajudou a me criar
E que além do sorriso, simpatia, cheirinho de alfazema
De carinho farto, tipo abraços e beijos mil
Era rainha de penteamentos de meus cabelos
E dos dela, sempre grandes e sempre amarradinhos em coque
Mãe preta da minha ida nas férias para sua humilde residência
Ela é fonte de muitas lembranças minhas
De muitas histórias
Cozinhava muito bem, a quiabada é imbatível
Nunca comi igual e ela sabia esse era meu prato preferido que ela fazia
A galinha ensopada era de comer o caldo com farinha e rezando
Na casa dela tinha um fogão que era mágico
Com pouco sai muito e tudo sempre delicioso
Tinha uma beliche, uma cama de casal, um sofá de dois lugares
Um único guarda-roupas
E um punhado de gente, da casa das dezenas
E lá, eu me sentia espaçosa e bem vinda
Tomava banho no tanque ou de tubo no estilo chuveiro sem boxe ou cortina
Me divertia a beça
E lá aprendi sem saber na ocasião, muitas grandes pequenezas
De manias dela tenho a de cheirar as coisas
Nem tudo, nem sempre
Mas quando me pego mordendo algo e cheirando, é culpa dela
Dela também é a expressão fuviando
Dita nos momentos das cabeças cheias de piolhos
Ela só de ver o pente ou falar dos tais
Dizia sentir a cabeça dela fuviando
Tradução: coçando, fervilhando, formigando
Fiquei fuviando para vir falar dessa palavrice aqui
Esqueci e hoje lembrei
Dela nunca esqueço, nem esquecerei
Tem gente, coisas, sentimentos, que são para sempre
Porque estar perto não é só estar junto, presente
É estar dentro

5 comentários:

  1. Que lindo carinho tens por essa mãe Eurides. Que lino te ler ,ver o que aprendeste com ela,das comidinhas imbatíveis que ela fazia! E confesso, fiquei aqui fuviando, pois só de falar no nome dos tais bichinhos, foico assim... beijos, chica!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Tina, me emocionei…lindo mesmo. O que está dentro é eterno!
    Bjs
    P.S. Estou reduzindo o ritmo, desejo a vocÊ e sua família um Santo Natal e que sua Luz brilhe em todos os dias do Ano Novo.

    ResponderExcluir
  3. oi Tina

    Tem pessoas que marcam muito nossas vidas, em especial qdo somos crianças.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Tina, me senti no colo da mãe Eurides! Você sempre com esse carinho que emociona. E tudo fica muito especial!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Adorei essa boneca!
    Igual as bruxinhas de pano que o meu pai sempre me presenteava no Natal!
    Adorei!

    ResponderExcluir