5 de março de 2015

A história de Manhã

"Amanhecer Esmeralda" é um livro infantil que conta a história de Manhã, uma menina negra e pobre que vive na periferia de uma grande cidade e está sempre desanimada porque sua vida não é fácil. Um conto de fadas moderno que no lugar do sapatinho de cristal, o vestido que muda sua vida para sempre.
O autor através dessa história acredita e aposta no valor da autoestima. Manhã andava sempre encolhida, mal arrumada e um dia ganha de presente de seu professor um vestido esmeralda de presente, ai ela faz tranças no cabelo e descobre sua beleza negra. Uma fonte de identificação para tantas crianças negras, para o resgate da memória de tantas mulheres negras, um ver-se nos personagens, um orgulhar-se de ser uma princesa africana, uma fada crespa, uma heroína de turbante na cabeça. Um convite para crianças e mulheres de outras raças, desejarem ter aquele cabelo, aquela cor de pele.
Parece pouca coisa, mas a partir da estética e da autoconfiança, muito se muda na própria vida e nas vidas alheias. A atitude do professor e da menina, a felicidade, a beleza, o contagiar colegas, pais, vizinhos. Pequenos gestos, intervenções feitas individualmente e em grupo que mudam a realidade de um indivíduo, de uma família, de grupos, do mundo. #fato
O preto e o branco, o marrom e o vermelho, o cinza e o lilás, todos fazem parte do colorido, cada cor com sua beleza, cores que se juntam e formam novas cores,  nas coisas, nos cabelos, na pele. Como disse uma amiga em um comentário de um post que fiz incentivando e listando livros com essa temática, teclas negras e brancas compõe o piano e juntas fazem as melodias. Gente é e tem que ser transparente, na cor e no ser, saber-se, sentir-se em todas as cores.
Vale contar que Manhã existe de verdade, Ferréz, o autor, decidiu escrever o livro depois que soube, por um amigo de uma menina bem pequena que era sua fã e adorava seus textos. Isso muda o mundo!
O autor, segundo pesquisei e que descobri pois esse livro está na lista de leituras da escola de uma de minhas sobrinhas emprestadas do marido, reproduz em palavras o drama das pessoas que vivem na periferia com uma linguagem que se aproxima muito da oralidade. Uma literatura chamada de marginal, que tem uma visão de mundo particular e popular #gosto disso. Não vejo nas margens exclusão, vale a queixa para os usos indevidos de nomes e expressões com significados não muito apropriados, como o caso de programa de índio que resenhei certa vez aqui. Margem para mim é borda, é adorno, poesia (ver aqui).
As ilustrações de Rafa Antón compõem e valorizam ainda mais a história, desenhos cheios de poesia, um ilustrador também autor, que merece um clique aqui, para quem quiser ver mais e saber mais de suas arteirices, eu listei alguns títulos nesse clique para minha leitura e para  regar meus olhos e ilustrar a minha coleção de livros.

6 comentários:

  1. Que lindo isso,Tina e que bom que o autor tratou desse tema e com ele ,pode ajudar a acordar, amanhecer tantas outras "Manhãs". Marias, Josés... Depois vou lá ver as ilustrações ,com calma! E que bom mostrar que um simples vestido, no caso, esmeralda , pode tanta mudança operar!

    beijos, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  2. Fada crespa que ganhou magia e encanto numa história costurada para ela feito o vestido!
    Já espiei as ilustrações e vou voltar lá para ler a entrevista. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Olá Tina: desculpe a demora em vir agradecer a tua amável visita ao meu cantinho. Passaste leve como o vento... Mas deixaste um rastro perfumado que me trouxe até aqui. Gostei demais do teu espaço! Tens uma maneira cativante de postar que muito me agradou. Quero vir com um tempo maior para ler o que já escreveste. Por ora, deixo-te sorrisos a brincar entre as estrelas para enfeitas as horas dos teus dias.
    Com carinho,
    Helena

    Debaixo de um chapéu.

    ResponderExcluir
  4. oi Tina

    Gosto da ousadia de alguns escritores em descrever o que é a realidade.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Lindo! Nunca tinha visto falar e fiquei interessada!!!
    Quero para meus pequenos de coração!
    Bjus

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiiii Tina, que bacana esta história, a autoestima elevada pode mudar uma pessoa, e o contrário pode até matar, o efeito de um vestido e um cabelo arrumado para uma mulher seja ela de qual origem for, sem duvida é sempre benéfico rsrs, linda historia, principalmente por ser real! Abraçoss

    ResponderExcluir