20 de março de 2015

Além do voyeur

Paris um dia eu e você, por hoje, a palavra francesa que faz parte do título do post tem significado e prática viral. Eu particularmente, acho lindo falar francês, até palavrão em francês parece fino, comestível, poético.
Voltando ao voyeur, que é em síntese: gosta de olhar, essa é em grande parte a graça coletiva dos realites shows e de seguir perfis ou assistir a mil programas de culinária e não cozinhar e pior não comer quase de nada.
Tô com esse incômodo fixo, tipo assunto da semana né? Pois é, que nem falar com criança, adolescente, idosos teimosos, uma vez só não sacode a roseira, por isso, ei-me aqui praticando o tentar mudar o mundo, porque creio que muitas vezes, por uma palavra dita, escrita, lida, tudo se transforma.
Curtir e acompanhar e seguir perfis de bandas ou moda e não ir a um show, não sair para exibir os looks que gosta de ver é meio fora da casinha no meu entender, muita gente nem para comprar sai mais, não tem o experimentar, o sentir a textura, o caimento. Vê na internet, clica e pronto, ou vê mil coisas e não compra nenhuma, sai com a blusa e short que tá todo mundo usando e tem meia dúzia iguais. Geral no papel de expectador, de passageiro, carona.
Gosto da identidade, do tato, mão na massa, fazer, provar, curtir com aromas, sabores, calorias, com abraços, beijos, cheiros. E tenho dito e fica a dica e meu brinde a sexta-feira e a vida real. Tim! Tim!

3 comentários:

  1. Tim,tim! Brindo contigo a mão na massa, o saborear, experimentar, viver! bjs, chica e lindo fds!

    ResponderExcluir
  2. Tim tim para que ecoe e transforme. Que o olhar sobressaia-se ao coletivo, ao todo o mundo faz, tem. Coragem, determinação para fazer diferente!
    Ah! Paris! Uno-me em sonho com você!

    ResponderExcluir
  3. Eu tb gosto da mão na massa, pq só através delas sabemos o que é verdadeiro e o que não é.

    bjokas =)

    ResponderExcluir