4 de março de 2015

De cabeça

Eu sei de cabeça, como se dizia, ou de cor e salteado, como já não se sabe nem mesmo o telefone de casa, os números de telefones fixos e celulares de uma porção de gente, sei os números de meus documentos e os de marido, sei datas de aniversário e preciso confessar com pesar e poesia que nunca sabia ao certo a data de aniversário de meu Dindo, ficava entre o o dia 11 e 13 de agosto e esse ano por desgosto vai ser vista lá do céu, minha imprecisão, com a precisa, carinhosa e eterna lembrança e bem-querer. Confundo também os dias dos aniversários de meu avô e minha avó, um 9, outro 16 de março. De cabeça, por treino, de coração, sem precisar de agenda, avisos sonoros no celular, Face para avisar, coisas das antigas que precisam voltar. E tenho dito!

7 comentários:

  1. Olá! Eu tenho como inimigos reais os números. Sou péssimo com contas e datas, e já fiz de tudo para tentar acertar essa minha falha,rs abração

    ResponderExcluir
  2. Ser lembrado no aniversário por gente real e não pelo facebook é tesouro, raridade!
    Esse carinho, atenção é também exercício e dos bons para a memória e para a poesia. E não é que tem poesia nos números?!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Já fui bem melhor em lembrar datas, mas há algumas que ficam em mim. Ontem por ex, acordei e comecei a perguntar:

    - O que aconteceu hoje? Tenho certeza, há uma data especial.

    Ao final do dia, Kiko, com sua caaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalma e tranquilidade diz:

    -Hoje é o dia em que, há 50 anos, iniciei a trabalhar na empresa onde por 47 anos ininterruptos, sem faltar nunca, sem algum motivo muito forte!

    ( o que não foi reconhecido, tanto que estamos com ela na justiça,que por sinal é ZERO nesse paiseco))!!!

    Assim, quando o meu sininho toca, devo ir atrás,rs


    beijos, chica e lindo dia!

    ResponderExcluir
  4. Apoiado, Tina. Eu era que nem vc, agora ando esquecendo umas, mas ainda sou o calendário da família avisando a todos dos aniversários.Essa lembrança do coração não tem preço.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderExcluir
  5. Eu também sei "de cabeça", números de docs meus, do marido e dos pais... telefones e datas. Mas o que acho curioso é que minha memória para datas de aniversários é até julho. De agosto pra frente, não guardo rsrsrs.
    Acredita que sei datas de aniversários de amigos de infância que nem fazem parte mais da minha vida (apenas das minhas memórias)?
    Procuro treinar o "de cabeça", é uma forma de exercitar o cérebro.

    No final do ano fiz biscoitinhos ginger para presentear e enquanto os fazia, adivinha de quem lembrava?

    Abração esmagador e lindo dia.

    ResponderExcluir
  6. Tina querida, olá! Pois é, agradeço ter uma memória privilegiada nesse quesito e sempre sou apontada como "puxa... vc não esquece mesmo, hem?!"
    Pelo menos nisso o Cara lá de Cima colaborou, né? hihieehehiee
    Beijos mais.

    ResponderExcluir
  7. E num é que a gente se parece mesmo? Também sempre confundo os dias dos aniversários... Lembro que é tal mês, mas sempre fico confusa kkk
    Agora posso contar? Não sei o numero do meu cel e olha que já tenho ele no minimo 4 anos... nem o de casa sei mais :( Ainda não de consegui decorar os números dos meus documentos... coisas de fernanda hehehe

    Beijão minha amiga mais linda!! Fiquei toda honrada com seu comentário no blog!!

    ResponderExcluir