22 de março de 2015

Momento túnel do tempo

Dia de tv para mim era domingo lá nos idos da infância e adolescência. Assistia os programas de Silvio Santos , os Trapalhões, o Fantástico (com filtro e com medo, lembro que tinha pavor das notícias horrorosas, ainda tenho e evito no nível não me alienar).
Era dia da Zebrinha dos resultados da loteria esportiva. que eu poderia jurar que dava o resultado dos jogos de futebol. Lembrei dela dia desses ao ouvir a expressão coluna do meio, em um contexto completamente casual.
E do baú de memórias não consultadas ou catalogadas com intenção e saber, está a voz, o tom, a imagem da zebra e na minha cabeça que achava que ela falava de futebol (eu e o futebol), a coluna do meio imaginei seria quando o jogo dava empate. Marido me explicou (disso não lembrava nem de longe), que a referência que tenho do quadro com o futebol é porque a loteria era vinculada ao placar dos jogos, como é um dos tipos de jogos de hoje.
Já que viajei no túnel do tempo e adoro fazer isso, sem medo de atestar minha velhice, sou do tempo de tomar Calcigenol para os ossos ficarem fortes, de pular elástico, jogar baleado, virar o lado das havaianas para serem coloridas pois paleta ade cores estava na sola e era limitada, tempo de fazer mecha no cabelo com papel crepon diluído em água, de colocar anticoncepcional no shampoo para o cabelo crescer (quem será que inventou isso?).
Aterrizando em 2015, a escassez e o mau uso da água, notícias no Fantástico e em todos os telejornais, sentida desde sempre pelo sertão e agora pelas grandes capitais, é tragédia anunciada a muito. Em 1992 a data de hoje, 22 de março, foi definida pela ONU como o Dia mundial da água, uma dia para refletir e valorizar esse bem natural e importante em qualquer tempo, civilização.
Águas das nossas memórias afetivas: banhos de balde, de mangueira, de lagoa; da nossa sobrevivência para plantio e cultivo, consumo, higiene. Vital para homens, animais, plantas. Então, água benta, fé, lembranças, racionalidade, esperança, atitudes, comportamentos e escolhas conscientes, porque quem somos e o que fazemos reflete nos outros e no mundo #fato.

5 comentários:

  1. Oi,Tina,qto tempo!Sem tempo e com Deus pedindo contas do meu tempo só agora pude aparecer.Excelente texto! bjks

    ResponderExcluir
  2. Não sou nem do Calcigenol nem do anticoncepcional no shampoo. Sou do biotônico fontoura e anticoncepcional na samambaia ( oi?! ). Vai ela crescia vistosa e transferiram para o cabelo!
    Muito bom recordar, ter aprendizados, mudanças de hábitos, conscientização para nosso bem precioso, a água.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Coloquei muito anticoncepcional no shampoo! É o constrangimento de comprar na farmácia? Morria de vergonha, Kkk! Me lembro bem de tudo que vc citou e essa zebrinha me lembrou meu amado avô, o coração apertou de saudade! E a zebrinha não era o resultado dos jogos não? Até hj eu acreditava que era o futebol... E quanto a água, bom, só o que nos resta é cuidar para que não acabe de vez e rezar para que quem pode amenizar o problema realmente o faça. Aqui em Brasília São Pedro está fazendo a parte dele, tem chovido pra chuchu.
    Beijo e boa semana!

    querendoserblogueira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Viajei no túnel do tempo! Anticoncepcional no shampoo e Calcigenol, foi no tempo das minhas filhotas.
    Quanto a falta de água, na minha época a água era desligada às 22 horas e ligada ás 6 horas da manhã.
    Naquele tempo já sofríamos com a falta de água.
    Tina, adorei seu texto, recordar é muito bom!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Bons tempos né Tina eu adorava, hj em dia quase não vejo a TV aberta.
    Água sempre foi um problema, mas parece que hj afeta mto mais.

    bjokas =)

    ResponderExcluir