2 de março de 2015

Muito além da semântica

Racionamento, contenção hídrica, necessidade de rodízio, um problema que vai muito além da semântica como disse no Jornal global da manhã, o jornalista Chico Pinheiro, de quem a propósito gosto muito, assim como do mau humor e críticas inteligentes e ácidas de Diogo Mainardi do Manhattan Connection (adoro esse programa).
Enfim, voltando a água, a falta dela para ser mais precisa, fico de cara com a displicência das pessoas, brasileiro é muito desligado, inconsequente, é impressionante, baiano posso dizer é num grau avançado, gente alegre, guerreira, mas muito provinciana onde tudo desde a moda aos modos demora a chegar e na mesma prática tudo de evoluído demora a  pegar no Brasil. 
A economia do pais na bacarrota, juiz andando por ai com carro apreendido em causa judicial pop, crise de abastecimento de água e a notícia da possibilidade do Whats App ser vetado causa indignação e providencias de mobilidade. Sério isso! Quase loucura!
Pessoas em São Paulo estão tomando banho no trabalho, academia, faculdade, porque não tem água em casa, pessoas de várias classes, idades na grande metrópole passam dias sem água e as grandes empresas sem nenhuma política efetiva de cortes de gastos, o governo com mimimis para como falar que vai racionalizar e o caos se instalando. 
Ai geral por aqui e creio em outros estados dizem: Que drama! ou É em São Paulo isso! Aqui não vai ter isso não, economizo água (e louça para ser lavada a água jorrando e mangueiras abertas enquanto vai ali e volta já que é dali a horas). Aqui tem cordões de lâmpadas, tipo de quermesse acessas o dia inteiro desde o carnaval na ruas. Pode isso? Não pode! Energia é um bem precioso e tem gente sertão a fora que não sabe nem o que é isso. E alguém quer saber disso? Não!
Você se vê tomando banho de caneca não por reviver memórias de infância, mas todo dia, por necessidade, se vê levando shampoo, sabonete e toalha para o trabalho para chegar em casa "limpinho"? Não? Então é melhor acordar ou providenciar ir morar sei lá, na França.

5 comentários:

  1. Tina, vivemos momentos de um país à deriva e problemas básicos(apesar das promessas e campanha) não são realizados... O Brasil está desgovernado e a nossa "chefona" totalmente perdida.Mais pedida que cusco em procissão! E além disso, falta consciência ao povo no uso e consumo dos bens como água, energia, etc... Assim,sem ser pessimista, mas já sendo: apague a luz o último que sair!! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Onde vai parar tudo isso né? Sinceramente eu não sei.
    Sei que as ruas estão alagando e ao invés de fazerem um plano para drenar onde alaga e reutilizar essa água, eles ficam assistindo tudo de camarote ninguém faz nada. Semana passada morreu um em SP por causa de fio solto. Grande tristeza tudo isso.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Ai Tina, a situação por aqui está crítica. No meu bairro já não tem água no período da noite há meses...Estamos economizando ao máximo, guardando água da máquina de lavar, da louça e até do banho.
    A política está uma vergonha, a corrupção...estou desacreditada de que isso tenha jeito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. A verdade é que o Brasil está indo para o ralo. E a origem está na classe política e nós perdemos, mais uma vez, a chance de crescermos.

    ResponderExcluir
  5. E a cada dia a gente vai se decepcionado, com tudo, com as pessoas, governantes, conflitos ideias, leis, enfim só Amor, só Deus nas nossas vidas, bjs

    ResponderExcluir