14 de março de 2015

Por poesia todo dia

Uma menina na janela
A água que ferve na panela
O passarinho que pousa na varanda
A chuva que o céu nos manda
O garoto que joga futebol
O peixe que escapa do anzol
Todo dia e a toda hora
Ao nosso lado e pelo mundo afora
Onde estamos
E aonde nem sequer imaginamos
Há poesia até no ar
Basta olhar, sentir, reparar
Hoje é dia nacional da poesia, data escolhida por conta do poeta que escolhi para fazer a minha monografia, na mão dele aqui em Salvador, numa praça que leva seu nome, como diz um poema canção, o sol se levanta e a lua se deita.
Não é uma data importada, é nacional, brasileira, não é um feriado, nada enorme, porque a poesia não é coisa de grandezas, é coisa de miudezas, de raiz, de referências afetivas, culturais. 
Salve Castro Alves, Manoel de Barros, Leminski, Alexandre Reis! Salve os poetas ilustres e novos poetas, os que assim não se intitulam ou sabem e são por essência, gente simples, gente que é pura poesia.
Salve a poesia das coisas, a poesia que há nos dias, na natureza, nos sentimentos, nos outros e em nós, basta reparar e vale externar em palavras, desenhos, fotos, gestos, silenciar para ouvir, sentir, processar, despertar a sensibilidade, a rima, o choro, o riso.

11 comentários:

  1. Salve a poesia e os poetas!Nem preciso falar que adorei a poesia e ilustração! Lindo post e homenagem! E adorei teu comentário no canteiros! rs A Marina e os guris, são poesia, um dia mais curta, outros mais comprida, um dia alegres, outros menos, mas sempre poesia em nossos dias !

    Que nunca nos falte OLHOS pra vê-la por onde passarmos! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço pelo elogio a minha poesia e pelo seu carinho, incentivo e presença sempre
      O Alexandre sempre encanta, como seus guris me encantam e vc e Seu Chico e agora a linda Marina
      Beijos mil

      Excluir
  2. Bom dia Tina.

    Li sua receita lá no blog da Beatriz, e vim aqui matar as saudades, e acabo descobrindo que o dia 14 de março é o dia da poesia, e eu não sabia disso. 14 de março era o dia que celebrávamos o aniversário de minha irmã poeta, Maria Olímpia, e a danada nunca me disse isso...

    Salve a poesia, salve os poetas, os famosos e os não-famosos e que eles continuem a despertar nossa sensibilidade, e a nos lembrar da poesia que existe ao nosso redor, que existe na Vida.

    Beijo grande Tina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alegria tipo poesia ter você aqui
      Saudade da Casa de Retalhos e de você
      Beijo enorme querida

      Excluir
  3. Valeu, Tina. Belos versos. Parabéns aos poetas, viva sempre a poesia!

    (a) Um cientista no telhado

    ResponderExcluir
  4. Tina, adoro essa poesia, ficou perfeito! Parabéns!!
    Viva a poesia e aos poetas! \0/
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Este blog sempre é aprendizado..que maravilha amiga! Salve a poesia,os poetas e Tina! Um bj Rose

    ResponderExcluir
  6. Acabo de visitar um blog onde a postagem é sobre um livro infantil que aborda o tema da morte.
    Tarefa difícil, delicada, mas que é feita com poesia.
    Ah! Os poetas. Como precisamos deles para amenizar e colorir a vida!
    Parabéns Tina, você também faz poesia!

    ResponderExcluir
  7. Viva a poesia! Parabéns aos poetas! "O poeta é a pimenta do planeta!"
    #porummundoapimentado!
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Tina
    Linda poesia e feita com a alma... o poeta a que vc se refere é mesmo um espetáculo!!! Gosto do modo inusitado de como ele escreve e poetiza...
    Parabéns pra vc!!!
    Bom final de Sábado!!!
    Bjm quaresmal

    ResponderExcluir