28 de maio de 2015

Do brilhar

Iluminura iluminada de por ai
Sem referência do autor onde a vi

Para manter nossas luzes acessas
Observar e se cercar de vagalumes
Alimentar o candeeiro de nossos corações
A luz da nossa alma
Mirar os faróis dos nossos olhos
Para as boas lembranças
Para os caminhos a nossa frente
Além de alumiar o presente
A fim de que nos harmonizemos
Nos iluminemos
E a escuridão dos outros não nos alcance 

A partir desse rabisco 
Lembrei de um contar do tipo reflexão 
Uma fábula que gosto de montão
E vale para quando estamos as voltas
Com algum escorpião

"Entre o gramado do campo
Modesto, em paz se escondia
Pequeno pirilampo
Que, sem o saber, luzia

Feio sapo repelente
Sai do córrego lodoso
Cospe a baba de repente
Sobre o insecto luminoso

Pergunta-lhe o vagalume:
- Porque me vens maltratar?
E o sapo com azedume:
- Porque estás sempre a brilhar!"

João Ribeiro (1860-1934)
Grande Fabulário do Brasil

9 comentários:

  1. Alimentei o candeeiro do meu coração aqui.
    Lindo e alumiado!

    ResponderExcluir
  2. Oi Tina, linda iluminura e lindo texto.
    Cada uma de nós pode ser uma luz neste mundo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Que lindo,Tina!1 Essa fábula, maravilhosa e temos mesmo que manter nossas luzinhas bem acesas, brilhantes, sem nos contaminar com os azedumes ...Brilhante, lindo post! bjs, chica

    ResponderExcluir
  4. salve! salve!
    salve a luz do dia
    Salve a luz dos olhos
    Salve a alma que ilumina os nossos corações.
    Beijogrande

    ResponderExcluir
  5. Muito linda fábula contada em versos!
    Muitas delas trazem mensagens para 'iluminar' nossas mentes e esta é bem clara, pois tem sempre um outro querendo nos apagar quando nossa luz é demais.
    Que sua luz sempre mantenha-se firme e longe desses 'sapos' indesejáveis!
    beijinhos cariocas,Tina

    ResponderExcluir
  6. Lindo e essa imagem é demais.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Fábula antiga e perfeita. Deixe-se iluminar e brilhe por onde passar, amiga! beijos!

    ResponderExcluir

  8. Brilhante!!!

    Acolher a lágrima de um amigo
    é fazer brilhar o sol.
    apesar da chuva que cai.

    Bom propagar nosso brilho, nossa luz, sem querer ofuscar , Multiplicar a luz do amor, da fraternidade da esperança.
    Bjs. Adorei!!!

    ResponderExcluir
  9. Luminosa poesia enlaçada na fábula espalha magia clareada nas verdades escondidas.Que a luz se faça maior e presente em nossos caminhos, Tina.
    Muita luz e paz pra vc e pra todos!
    Bjs,
    Calu

    ResponderExcluir