3 de junho de 2015

Perguntices e afins

Ilustração de Nadezda Fava
Urso de cara brava ou encafifada?
Borboletas na cabeça a dançar e pousar
Para a mente transformar ou enfeitar?
Para seguir no ritmo da legenda
A se perguntar
Será
Que a criança que você foi
Ia gostar do adulto que você se tornou?
Você alguma vez já parou para pensar nisso
Para se perguntar
Vale questionar também
Sobre o que você não teve, não viveu
E que dá, porque não
Depois de grande para realizar
Uns dizem que são as perguntas que mudam o mundo
Outros que são as respostas
Eu acho
Que o sinal das mudanças são as reticências
Assim como a exclamação é a  mãe das emoções
Voltando as interrogações
Será, que vamos voltar a ir a shows 
Em que mais pessoas assistam que filmem
Sei não!
Me perguntaram outro dia
Tia, porque essa banda é tão legal
E só tem oitocentos e tantos seguidores
Vou citar uma outra pergunta feita a mim
Essa bem recorrente
Para qual a minha resposta é a mesma
Porque seu Blog é tão lindo
Seus textos tão legais
E só tem 4, 10, 20 comentários
Ou então
Qual o volume de visitas?
Resposta: Média de 300 por dia
Reação: Só!
Penso e não digo que todos esses "só"
Para mim é muito
Respondo que quantidade não é qualidade
Na verdade não sou pareada com os números
Tenho esse atraso
Como Manoel de Barros
E o Pequeno Príncipe
Ponto final
Para minhas perguntices
Por hoje
E ponto de continuação
Para os comentários e afins 

12 comentários:

  1. Gostei de tuas perguntices e respondices,rs Beijos, tuuudo de bom,chica e não podemos nos preocupar com números e sim fazer com o coração!

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda acredito que vá, que vamos mudar em relação ao número de seguidores, de likes, shows filmados... Deixo minhas reticências como um sonho!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Toda pergunta merece uma resposta, mas nem sempre temos rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. E eu me pergunto todo dia isso Tina. Pq eu mando mil compartilhadas emails aos amigos para que leiam, muitas vezes algo importante, como o de hoje falando do meio mbinte umas dicas de preservar, um refletir e vem visitar duas a 3 pessoas, uns 5 comentários e olhe lá. pq é mais fácil só curtir? e até o curtir um compartilhar não o fazem? será pq não gostam do que escrevo? oh meu Deussssssssssssssss. Bjs e passa lá pra ver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pq muito nem sempre significa muito ?

      Pq implica envolvimento e isso é melhor que seja com quem de fato tem sintonias, boas energias ?

      Pq senso de coletividade, gestos de partilha, essas coisas sem nenhuma vantagem, é de pouca pratica e assim sendo, quando acontece, vale valorizar, retribuir ?

      Não contar, encantar
      E vamos que vamos
      Indo lá ;)

      Excluir
  5. Ando com preguiça de perguntar e muito mais de responder. Às vezes o silêncio é a melhor resposta rs
    beijogrande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tina, quando li: ¨ Será que a criança que você foi ia gostar do adulto que você se tornou...¨ Fiquei paralisado. Essa frase é tão forte que mexe com qualquer um.
      beijogrande e silencioso.

      Excluir
    2. Ah o silêncio
      Ele é mesmo mestre as vezes
      Qto a pergunta que mencionou, é mesmo forte e creio que nos fortalece o divagar ou busca da resposta, independente de qual seja ela, com o saber que sempre é tempo de ser, fazer, desfazer...

      Excluir
  6. Gostei das perguntas e respostas...
    Muito legal o seu blog.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Também não ligo a números mas comentários são sempre benvindos!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  8. Ai Tina, que lindo este texto...a pergunta se a criança gosta do adulto que se tornou, simplesmente divina! puro autoconhecimento...amei! beijos e bom feriado!

    ResponderExcluir
  9. Ai Tina agora você balançou bastante o meu coração... Será que a criança que eu era gostaria do adulto que sou? Sabe , de uns tempos pra cá acredito que ela gostaria sim pois dentro da maturidade que alcancei estou aprendendo a ser criança novamente e é tão bom!
    Quanto ao número de acessos ao meu blog estou com você e também prefiro a qualidade dos meus seguidores do que a quantidade. Aliás, muitas vezes tenho a impressão se que formamos quase uma família, e isso também é muito bom.Ex. recebi inúmeras manifestações de carinho quando comentei sobre minha mãe. Inclusive sua. Isso é extremamente importante pra mim.
    Adorei suas perguntices e refleti muito sobre tudo o que li. Um grande abraço.bom feriado

    ResponderExcluir