30 de julho de 2015

Fitas, fatos, fé

Fita de Santana 
Avó de Jesus, mãe de Maria 
Que amarrei no dia dos avós 
No bracinho de minha vó Maria 
Junto da do Bonfim 
Que amarrei ano passado 
Cheia de amarrados no braço
Que nem o neto circense
Que nem eu as vezes 
Antes do momento fé e fashion
A neta mais velha havia feito curativo nela
Ela disse:
A das medicações estava aqui agora 
Foi! E eu sou a do que?  Perguntei 
Ela respondeu na lata 
A da bagunça 
Parece que não mas está lúcida 
Fatos da foto contatos, segue reflexão 
Religião, li por ai outro dia
É uma garrafa com um rótulo
Espiritualidade
É a coisa dentro dela
Muitos brigam pela garrafa
Discutem sobre a forma
Os acessórios
Poucos bebem e servem seu conteúdo
Para refletir
Para ser alma e coração, independente da Religião
Para ser mão que ajuda, palavras que curam
Silêncios que falam
E menos barulho, objetos e objeções
Fica a dica!

6 comentários:

  1. Ahhhhh...que lindo post Tina!!!!
    Fitas de coração, de oração, de amor, de proteção e fé!
    Lindas mãos, linda neta em arte e pensamento, parabéns!
    Beijos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  2. Que amor,Tina!!!Linda foto e carinho todo nas palavras e atos! bjs praianos ansiosos daqui,falta pouco!!! chica

    ResponderExcluir
  3. Linda postagem!!

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Dica certíssima! Poucos bebem, sorvem do de dentro Como é bom ter avó ainda. Cuide dela derramando seu carinho imensamente nela. Eu não tenho mais a minha. Sinto tanto!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Tina, este amor pela avó que nao reconhece,mas deve sentir.Eu concordo, que nao importa a religiao .,mas sim o que vai na alma e coraçao.Beijos.

    ResponderExcluir

  6. Boa Noite!
    Lindo e encantado espaço...parabéns.
    Depois dar uma passadinha no meu novo blog e fique à vontade pra seguir…bijus!!!!!

    ResponderExcluir