17 de julho de 2015

Soprando no vento

Iluminura de Valeria Docampo
Perguntação de Bob Dylan

Quantas estradas um homem deve percorrer
Pra poder ser chamado de homem?
Quantos oceanos uma pomba branca deve navegar
Pra poder dormir na areia?
Quantas vezes as balas de canhão devem voar
Antes de serem banidas pra sempre?
A resposta, meu amigo, está soprando no vento

E por quantos anos uma montanha pode existir
Antes de ser lavada pelos oceanos?
Por quantos anos algumas pessoas devem existir
Antes de poderem ser livres?
E quantas vezes um homem pode virar a cabeça
Fingir que ele não vê
A resposta, meu amigo, está soprando no vento

Quantas vezes um homem deve olhar pra cima
Antes de conseguir ver o céu?
Quantos ouvidos um homem deve ter
Pra poder conseguir ouvir as pessoas chorarem?
Quantas mortes serão necessárias até ele saber
Que pessoas demais morreram?
A resposta, meu amigo, está soprando no vento

Tradução da canção
Blowin' In The Wind
Que estou a cantarolar
Soprando no vento a assobiar 
Mesmo depois de a novela que tinha ela como música da abertura acabar
Eu e as novelas globais das seis
Suas aberturas e trilhas sonoras
Personagens, reflexões, histórias
Cultura nas bordas ou recheio

Sete vidas não temos que nem gato
Mas as respostas
Das mais valiosas, por vezes
Muitas vezes, não estão nos livros
Teses, teoremas
Estão numa caixa de presentes
Num carrocel
No céu 
Numa caixinha de música
De valor sentimental mais que financeiro
Numa ida ao parque de diversão com os irmãos
Depois de crescidos
Sem nunca ter ido um dia por falta de dinheiro
De parques, de tempo
Está num abraço
Num olhar, nem gesto
No vento

Vento bom para hoje em nossos lares e mares
E para o final de semana
Que por aqui vai ficar com essa postagem
De boa
Brisando

6 comentários:

  1. Tina, adorei a canção e como não temos sete vidas, temos mais é que bem aproveitar cada momento dessa que estamos vivendo e esses podem ser coisinhas pequenas ,como bem lembraste: um parque com irmãos, coisas assim! Investir no amor e deixar que o vento e sua leve brisa o espalhe! Lindo fds! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que bons ventos soprem sobre a nossa vida.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Os ventos sempre nos leve para caminhos prazerosos !

    ResponderExcluir
  4. Linda canção e que o vento seja o do Espíerito que sopre nos levando sempre ao bom caminho. No blog tem a verdadeira história da Cinderela, vem ler? bjs

    ResponderExcluir
  5. Uma bela canção! Que os bons ventos soprem para nós!
    Adoro as novelas das seis!
    Beijos feliz fds,
    Amara

    ResponderExcluir
  6. Essa iluminura e suas palavras são um vento bom, uma brisa que conforta e nos chega assim, de mansinho!
    Beijo!

    ResponderExcluir