24 de novembro de 2015

Do meu amar rio e mar

Disse em seus doces escritos para O Globo
José Agualusa, sobre Mia Couto:
"Para criar, para escrever
Ajuda muito estar criança
Convém manter intacta a capacidade de transformar em brinquedo tudo aquilo que nos rodeia, das palavras aos sons. Convém permanecer disponível para o espanto, atento às surpresas que a vida sempre engendra e, ao mesmo tempo, manter intacta a capacidade de indignação"
Indignada com a poluição do Rio Doce
Do mar
Indignada por ser uma tragédia anunciada 
Indignada com o ser humano
Sobre o rio, mais afetivas e assertivas palavras de quem tem água no nome: "Quando um rio morre, morre tudo o que há nele, e todo o chão que ele atravessa. Surpreende-me que a tragédia do Rio Doce não provoque mais emoção e mais revolta, quer dentro, quer fora do Brasil."
Surpreendo-me 
E decepciono-me também caro Agualusa
Não foi acidente
Como beber, dirigir, ferir e matar
Também não é
Foto do Rio de Imbassai
Para desaguar meu pesar
Que nem fiz lá no Instagram
Para fazer pensar e se indignar

6 comentários:

  1. Tina, um lindo dia pra vc =)

    ResponderExcluir
  2. Tb estou indignada Tina...tragédia incalculável para a humanidade :(

    Beijooo no coração

    ResponderExcluir
  3. Não tem como não sentir, sofrer e se indignar...
    O importante agora é ajudar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Me sinto triste também em ver o mar de lama devastando tudo pela frente, não foram só os que morreram na tragédia pre anunciada e com sequenciada pelo capitalismo selvagem , mas que destrói plantas, fauna, flora, casas, peixes, animais marinhos e vai deixando restos de minérios que também matarão muito mais pessoas deixando dores, sequelas, doenças e feridas abertas na alma da gente que ver e não pode fazer nada

    ResponderExcluir
  5. Pois é Tina no momento que a lama tudo levava, vi caras pintadas nas cores azul vermelha e branca,no mesmo instante voltei meus olhos para a minha financia nas Gerais e senti o barro embaçar minhas vistas e o meu Rio Doce sumiu como as serras que brilhavam bem no alto. Nada de peixe , de banho, de vida.Triste demais.
    Sinceramente recebendo relatos constantes da região não creio numa recuperação da vida.
    Que a semana esteja boa e bela.
    Abraços de paz e luz.

    ResponderExcluir
  6. É triste ver tudo que aconteceu .Como era e como ficou,ver a tristeza das pessoas em ver tudo destruído .O rio que era doce ficou amargo,e as lembranças fossem elas amargas ou doces acabaram.Beijo

    ResponderExcluir