2 de novembro de 2015

Dos sem fim

E ai numa curva qualquer
Ao sabor do vento
Nuvem que passa
Pessoas que se foram
De quem lembramos ao olhar para o céu
E para a terra
Não subiram para as estrelas
A terra pertenciam
Frase do finado e por mim amado Saramago em Memorial do Convento
Aos meus amados já finados que por amados serem são imortais
Que aqui permanecem no que amavam
Nos que amam
Nas coisas, lugares memórias
Com vento que abranda a saudade
Com saudade
Presentes sempre
#pqnemsempreacabaquandotermina

6 comentários:


  1. "No amor nada finda
    Para sempre se vive
    Eternidade."

    Paula Belmino

    ResponderExcluir
  2. Um momento para se recordar com ternura plena no coração.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Aos nossos mortos, ausência e presença que nos habitam.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Os nossos queridos que já se foram estão. mesmo ausentes, presentes em cada lembrança! bjs, chica

    ResponderExcluir
  5. "Porque nem sempre acaba quando termina..."
    Eis uma verdade incontestável, minha amiga.
    Linda tua homenagem aos nossos queridos que se foram, mas tão presentes se fazem em nossas vidas, em seus lugares, aromas, vozes, sorrisos...
    Beijos.
    Uma semana de muitas bençãos e vitórias.

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga Tina

    Perdoe-me a ausência.
    Final de ano, para quem ensina
    o tempo fica curto,
    mas estamos sempre visitando
    espaços preciosos que nos fazem tão bem.

    Gostaria de convidá-la a visitar o meu blog
    www.sonhosdeumprofessor.blogspot.com
    onde postei uma entrevista que fiz recentemente
    e que está sendo vinculada na mídia de Fortaleza.

    É também uma forma de entender a forma
    que penso a Educação que acredito
    e a qual dedico a minha vida.

    Um imenso abraço.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir